Vão ser três ga­los pa­ra um po­lei­ro

Ci­clis­mo. Vol­ta à Fran­ça co­me­ça no sá­ba­do. Ch­ris Fro­o­me, Nai­ro Quin­ta­na e Al­ber­to Con­ta­dor são os fa­vo­ri­tos à vi­tó­ria na 103ª edi­ção do Tour.

Metro Portugal (Lisbon) - - FOCUS - LUÍS CAR­MO

Pa­ra Mar­co Cha­gas, não há dú­vi­das: Ch­ris Fro­o­me, Nai­ro Quin­ta­na e Al­ber­to Con­ta­dor são os fa­vo­ri­tos à vi­tó­ria na pró­xi­ma edi­ção da Vol­ta à Fran­ça, que ar­ran­ca já es­te sá­ba­do no fas­ci­nan­te Mont Saint-Mi­chel.

“O Ch­ris­topher Fro­o­me, que já ven­ceu dois Tours e ul­ti­ma­men­te pa­re­ce ser a gran­de re­fe­rên­cia pa­ra to­dos, se­rá à par­ti­da o prin­ci­pal fa­vo­ri­to”, ex­pli­ca ao metro o co­men­ta­dor des­por­ti­vo, pros­se­guin­do: “Nai­ro Quin­ta­na tam­bém é fa­vo­ri­to por­que as du­as ve­zes que es­te­ve no Tour foi se­gun­do clas­si­fi­ca­do, e pe­la ju­ven­tu­de e qua­li­da­de que tem de­mons­tra­do. Se tu­do cor­rer nor­mal­men­te, es­ta­rá no pó­dio e não sei se não se­rá já o ven­ce­dor.”

O ex-ci­clis­ta co­lo­ca ain­da Al­ber­to Con­ta­dor na lis­ta de even­tu­ais ven­ce­do­res, pois “ape­sar de já não ter a mes­ma dis­po­ni­bi­li­da­de fí­si­ca de ou­tros tem­pos, con­ti­nua a ser um sé­rio can­di­da­to a ga­nhar, até pe­la for­ma co­mo cor­re”.

Mar­co Cha­gas ti­ra da lis­ta Vin­cen­zo Ni­ba­li “por­que ga­nhou a Vol­ta à Itá­lia” e não es­ta­rá no seu me­lhor em ter­mos fí­si­cos. Além dis­so, tem na equi­pa o Fabio Aru que “tam­bém tem von­ta­de de ga­nhar, es­tá mais fres­co e é mais no­vo”, su­bli­nha o co­men­ta­dor so­bre o ven­ce­dor da Vol­ta à Es­pa­nha de 2015, re­cor­dan­do ain­da os fran­ce­ses Thi­baut Pi­not e Ro­main Bar­det, mas cla­ra­men­te nu­ma se­gun­da li­nha.

Ques­ti­o­na­do se o per­cur­so do Tour po­de fa­vo­re­cer al­gum cor­re­dor, Mar­co Cha­gas res­pon­de que não. “Os me­lho­res ga­nham a Vol­ta à Fran­ça e acho que is­so vai acon­te­cer de no­vo”, sa­li­en­ta, pros­se­guin­do: “Ao quin­to dia já há uma eta­pa mui­to du­ra de mon­ta­nha no Ma­ci­ço Cen­tral. Co­me­ça-se pe­los Pi­ri­néus e de­pois os Al­pes. Há dois con­trar­re­ló­gi­os... en­fim, no con­jun­to, a cor­ri­da con­ti­nua a ser pa­ra um gran­de cor­re­dor co­mo sem­pre foi e não fa­vo­re­ce par­ti­cu­lar­men­te ne­nhum de­les.” O co­men­ta­dor re­for­ça a sua ideia, ex­pli­can­do que só as que­das ou al­gum pro­ble­ma fí­si­co, nas três se­ma­nas da com­pe­ti­ção, po­dem ti­rar os su­pra­ci­ta­dos fa­vo­ri­tos da lu­ta pe­la vi­tó­ria.

Ch­ris­ti­an Prudhom­me, di­re­tor do Tour, Da­vid Lap­par­ti­ent, pre­si­den­te da Fe­de­ra­ção Fran­ce­sa de Ci­clis­mo, e Bri­an Co­ok­son, pre­si­den­te da União Ci­clis­ta In­ter­na­ci­o­nal, já anun­ci­a­ram que vão re­cor­rer a câ­ma­ras tér­mi­cas pa­ra de­te­tar mo­to­res es­con­di­dos nas bi­ci­cle­tas. Mar­co Cha­gas não fi­ca sur­pre­en­di­do com es­ta ins­pe­ção às bi­ci­cle­tas re­cor­ren­te nos úl­ti­mos tem­pos, mas diz que fi­ca tris­te por­que “é um ti­po de sus­pei­ta que nem se de­via co­lo­car”.

REUTERS

Ch­ris Fro­o­me, o bri­tâ­ni­co nas­ci­do no Qué­nia há 31 anos, vai ten­tar re­va­li­dar o tí­tu­lo no Tour e te­rá a aju­da na Sky de Ser­gio He­nao, Mi­kel Lan­da, Ge­raint Tho­mas, en­tre ou­tros.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Portugal

© PressReader. All rights reserved.