Qu­em quer sa­bo­tar o SNS?

Metro Portugal (Lisbon) - - LAZER - JO­SÉ AMA­RAL, V. N. GAIA

Sa­be­mos que “er­rar é hu­ma­no”, mas “quan­do é de mais é mo­lés­tia”. As­sim, aca­ba­mos de sa­ber que uma jovem de 19 anos, cha­ma­da Sa­ra, foi 11 ve­zes, du­ran­te três anos, ao ser­vi­ço de Ur­gên­cia do Hos­pi­tal Pa­dre Amé­ri­co, Pe­na­fi­el, e que os clí­ni­cos apon­ta­ram sem­pre pa­ra uma sim­ples cri­se psi­co­ló­gi­ca, en­quan­to a in­fe­liz pa­ci­en­te, que fa­le­ceu em 2013, ti­nha um tu­mor no cé­re­bro com 1,6 qui­lo­gra­mas de pe­so. Apesar de a des­ven­tu­ra­da Sa­ra vo­mi­tar, ter fre­quen­tes per­das de cons­ci­ên­cia, al­gu­mas na pre­sen­ça mé­di­ca, não con­tro­lar a uri­na, os in­qua­li­fi­cá­veis dou­tos pen­sa­ram que es­ti­ves­se grá­vi­da, em vez de ser sub­me­ti­da a uma TAC ou res­so­nân­cia mag­né­ti­ca, exa­mes pra­ti­ca­dos em ca­sos aná­lo­gos. A es­te con­ti­nu­a­do e mal­fa­da­do di­ag­nós­ti­co não po­de­mos di­zer que es­ta­mos pe­ran­te uma in­cú­ria gros­sei­ra, mas tão-so­men­te diante de uma au­tên­ti­ca sa­bo­ta­gem con­tra o SNS.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Portugal

© PressReader. All rights reserved.