“San­ção ze­ro” é o ob­je­ti­vo

Re­co­men­da­ções da Co­mis­são so­bre dé­fi­ce na me­sa do Eco­fin

Metro Portugal (Lisbon) - - PRIMEIRA PÁGINA -

O mi­nis­tro das Fi­nan­ças ad­mi­tiu on­tem, em Bru­xe­las, que, con­fir­man­do-se a ado­ção das re­co­men­da­ções da Co­mis­são Eu­ro­peia (CE) so­bre o dé­fi­ce ex­ces­si­vo por­tu­guês pe­lo Eco­fin, o fo­co do Go­ver­no é ga­ran­tir a cha­ma­da “san­ção ze­ro”.

“On­de es­ta­mos nes­te mo­men­to fo­ca­dos é ga­ran­tir que não há con­sequên­ci­as or­ça­men­tais pa­ra o País (...) É evi­den­te que uma ‘san­ção ze­ro’ é um re­sul­ta­do que ga­ran­te que não há con­sequên­ci­as or­ça­men­tais di­re­tas so­bre es­ta ma­té­ria, é um re­sul­ta­do pos­sí­vel”, dis­se Má­rio Cen­te­no, no fi­nal do Eu­ro­gru­po, em Bru­xe­las.

As de­cla­ra­ções sur­gem de­pois de o Eu­ro­gru­po ter con­fir­ma­do que vo­ta­rá a fa­vor das re­co­men­da­ções da Co­mis­são re­la­ti­vas aos Pro­ce­di­men­tos por Dé­fi­ce Ex­ces­si­vo a Por­tu­gal e Es­pa­nha no Eco­fin de ho­je, abrin­do as­sim a via à apli­ca­ção de san­ções.

Má­rio Cen­te­no sa­li­en­tou que “o pro­ces­so pas­sa­rá ago­ra pa­ra o Eco­fin e, con­fir­man­do-se a po­si­ção que ho­je te­ve o Eu­ro­gru­po, o País, Por­tu­gal, vai ser ou­vi­do”, ten­do opor­tu­ni­da­de “pa­ra vin­car a sua opi­nião, de­fen­der os seus pon­tos de vis­ta, e nes­se con­tex­to o cha­ma­do pro­ces­so de san­ções evo­lui des­ta for­ma”.

O go­ver­nan­te sa­li­en­tou que “é nes­se mo­men­to que Por­tu­gal vai apre­sen­tar as su­as ra­zões pa­ra de­fen­der a sua po­si­ção”.

REU­TERS

Pre­si­den­te do Eu­ro­gru­po, Je­ro­en Dijs­sel­blo­em (dta.), dis­se que hou­ve um “for­te apoio às du­as re­co­men­da­ções” da CE e que os paí­ses vão ho­je “vo­tar a fa­vor” des­tas de “for­ma unâ­ni­me”.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Portugal

© PressReader. All rights reserved.