Cri­an­ças ar­ris­cam nas re­des so­ci­ais

Na­ci­o­nal. Men­tir so­bre a ida­de, par­ti­lhar o no­me da es­co­la, re­ve­lar os sí­ti­os que se vi­si­ta e ex­por a mo­ra­da são com­por­ta­men­tos pe­ri­go­sos, mas co­muns en­tre os mais no­vos

Metro Portugal (Lisbon) - - PRIMEIRA PÁGINA -

Cer­ca de 31% das cri­an­ças es­tão dis­pos­tas a men­tir on­li­ne so­bre a sua ida­de. Es­ta é uma das con­clu­sões do es­tu­do “Con­nec­ted Kids”, ela­bo­ra­do pe­la Kas­persky Lab e pe­la iconKids & Youth em todo o mun­do. As cri­an­ças com ida­des com­pre­en­di­das en­tre os 8 e os 16 anos “não só es­tão vi­ci­a­das em co­mu­ni­car atra­vés das re­des so­ci­ais, co­mo tam­bém têm com­por­ta­men­tos mui­to pe­ri­go­sos nas mes­mas, co­lo­can­do-os a eles pró­pri­os e ao res­to da fa­mí­lia em pe­ri­go”, lê-se no es­tu­do­a­queo me­tro te­ve aces­so.

“As cri­an­ças, ho­je em dia, de­pen­dem da In­ter­net pa­ra se co­nec­ta­rem e co­mu­ni­ca­rem com as ou­tras pes­so­as e es­te fe­nó­me­no in­ten­si­fi­ca-se à me­di­da que vão cres­cen­do. Es­ta é a ati­vi­da­de mais im­por­tan­te que re­a­li­zam on­li­ne. O fac­to é que is­to é tão im­por­tan­te pa­ra eles que 35% não que­re­ri­am, sob ne­nhu­ma cir­cuns­tân­cia, viver sem re­des so­ci­ais”, con­clui ain­da o mes­mo do­cu­men­to.

A mai­o­ria das cri­an­ças aca­ba por par­ti­lhar “de­ma­si­a­da in­for­ma­ção pes­so­al”, sem se­quer per­ce­ber que a in­for­ma­ção que par­ti­lham po­de ser vis­ta e uti­li­za­da por pes­so­as pe­ri­go­sas. “Cer­ca de 66% par­ti­lham o no­me da es­co­la que fre­quen­tam, 54% par­ti­lham os sí­ti­os que vi­si­tam e 22% ex­põem as su­as mo­ra­das”, po­de ler-se ain­da nes­te es­tu­do.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Portugal

© PressReader. All rights reserved.