À con­ver­sa com Chan­ce Glas­co

Metro Portugal (Lisbon) - - PRIMEIRA PÁGINA - NU­NO MEN­DES

O no­me Chan­ce Glas­co po­de ser des­co­nhe­ci­do pa­ra mui­tos, mas pa­ra qu­em não sa­be, foi um dos res­pon­sá­veis pe­lo de­sen­vol­vi­men­to de jo­gos co­mo “Call of Duty” ou “Me­dal Of Ho­nor” e con­ce­deu-nos uma en­tre­vis­ta no Festival RAM, on­de fa­lou so­bre vá­ri­os te­mas e em que des­ta­cou to­do o tra­ba­lho que é ne­ces­sá­rio e de­di­ca­do aos por­me­no­res que fa­zem des­ses dois clás­si­cos as re­fe­rên­ci­as de ho­je no gé­ne­ro dos “first per­son sho­o­ter”. A in­te­gra­ção dos “sho­o­ters” na Re­a­li­da­de Vir­tu­al tam­bém foi um dos te­mas da con­ver­sa, e fo­ram apon­ta­dos os de­sa­fi­os que con­ti­nu­am a ser um obs­tá­cu­lo à adap­ta­ção ao Mun­do Vir­tu­al, no­me­a­da­men­te do pro­ble­ma que per­sis­te na li­mi­ta­ção do mo­vi­men­to em com­pa­ra­ção com a li­ber­da­de vi­su­al, con­cluin­do que tem ainda mui­to pa­ra evo­luir. Fa­la­mos ainda so­bre eS­ports e o ca­mi­nho lon­go que pre­ci­sa ser per­cor­ri­do pa­ra que pos­sa ser apre­sen­ta­do co­mo um pro­du­to de con­su­mo, is­to pa­ra qu­em pre­ten­da se­guir o re­cen­te fe­nó­me­no sim­ples­men­te co­mo es­pe­ta­dor. Fi­cá­mos ainda a co­nhe­cer a sua star­tup, cu­ja ori­gem es­te­ve num ino­va­dor soft­ware ainda em de­sen­vol­vi­men­to, ten­do co­mo ba­se a Re­a­li­da­de Vir­tu­al e que é uma pla­ta­for­ma pro­mis­so­ra que com o ob­je­ti­vo de jun­tar pes­so­as no mes­mo es­pa­ço, ofe­re­cen­do ser­vi­ços que, par­tin­do da vi­de­o­con­fe­rên­cia, é ex­ten­sí­vel ao ci­ne­ma, ar­qui­te­tu­ra ou on­de a ima­gi­na­ção nos pos­sa le­var. Pa­ra ver a en­tre­vis­ta com­ple­ta po­de­rá vi­si­tar-nos na pá­gi­na de O Sa­lão de Jo­gos.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Portugal

© PressReader. All rights reserved.