Per­dão das san­ções pa­ra Portugal

Na­ci­o­nal. País não se­rá su­jei­to a qual­quer mul­ta. A de­ci­são par­tiu da Co­mis­são Eu­ro­peia e isen­ta Portugal e Es­pa­nha de quais­quer san­ções. Res­ta que o Con­se­lho de Mi­nis­tros Eu­ro­peus das Fi­nan­ças apro­ve a pro­pos­ta

Metro Portugal (Lisbon) - - PRIMEIRA PÁGINA -

O co­lé­gio de co­mis­sá­ri­os pre­si­di­do por Je­an-Clau­de Junc­ker avan­çou com a mes­ma so­lu­ção sim­bó­li­ca de mul­ta “ze­ro” pa­ra Es­pa­nha, o ou­tro Es­ta­do-Mem­bro ao qual foi lan­ça­do um pro­ces­so de san­ções de­vi­do a au­sên­cia de me­di­das efi­ca­zes pa­ra cum­pri­men­to das me­tas pa­ra a cor­re­ção do dé­fi­ce ex­ces­si­vo.

A anu­la­ção das mul­tas de­ve-se aos ar­gu­men­tos apre­sen­ta­dos pe­los go­ver­nos de Portugal e Es­pa­nha: os es­for­ços de re­for­mas, os de­sa­fi­os eco­nó­mi­cos que os dois Es­ta­dos-Mem­bros en­fren­tam e, por fim, os com­pro­mis­sos as­su­mi­dos re­la­ti­va­men­te ao cum­pri­men­to das re­gras do Pac­to de Es­ta­bi­li­da­de e Cres­ci­men­to. Es­tas de­ci­sões se­rão ago­ra ana­li­sa­das pe­los mi­nis­tros das Fi­nan­ças da União Eu­ro­peia, que ain­da po­dem apro­var, re­pro­var ou emen­dar as pro­pos­tas de mul­tas.

O mi­nis­tro por­tu­guês dos Ne­gó­ci­os Es­tran­gei­ros dis­se que a re­co­men­da­ção de Bru­xe­las “é mui­to boa no­tí­cia” pa­ra Portugal e mos­tra que os ar­gu­men­tos por­tu­gue­ses “são vá­li­dos” e que va­le a pe­na jo­gar o jo­go das re­gras eu­ro­pei­as. “É uma mui­to boa no­tí­cia pa­ra Portugal, pa­ra a Eu­ro­pa, pa­ra o es­pí­ri­to eu­ro­peu e pa­ra o es­pí­ri­to da cons­tru­ção eu­ro­peia”, afir­mou Au­gus­to San­tos Sil­va.

A Co­mis­são Eu­ro­peia quer ain­da que Portugal re­du­za o dé­fi­ce or­ça­men­tal pa­ra os 2,5% es­te ano, ex­cluin­do even­tu­ais apoi­os à ban­ca, uma me­ta me­nos exi­gen­te que os 2,2% de dé­fi­ce com que Lis­boa se ti­nha com­pro­me­ti­do.

“Ago­ra, im­por­ta ga­ran­tir que o in­ves­ti­men­to cres­ça, e que o sis­te­ma fi­nan­cei­ro se re­for­ce, os fun­dos eu­ro­peus se­jam apli­ca­dos de­pres­sa e bem” Mar­ce­lo Re­be­lo de Sousa, Pre­si­den­te da Re­pú­bli­ca

REU­TERS

A CE con­vi­da Portugal a apre­sen­tar “o mais ce­do pos­sí­vel” no­vas me­di­das or­ça­men­tais ne­ces­sá­ri­as pa­ra um ajus­ta­men­to es­tru­tu­ral de 0,25% do PIB até fi­nal do ano.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Portugal

© PressReader. All rights reserved.