Oftalmologista con­de­na­do

OftalPro - - NOTÍCIAS -

O oftalmologista Fran­cis­cus Vers­te­eg, res­pon­sá­vel pe­la clí­ni­ca “low-cost” I-Qmed, foi con­de­na­do a qua­tro anos e 18 me­ses de pe­na sus­pen­sa no dia 22 de ja­nei­ro. O ho­lan­dês foi con­de­na­do pe­lo co­le­ti­vo de juí­zes do Tri­bu­nal de Portimão, por ofen­sas à in­te­gri­da­de fí­si­ca e ne­gli­gên­cia agra­va­da que afe­ta­ram a vi­são de Val­de­le­ne Apa­re­ci­da, Le­o­pol­di­na Ro­sa, Er­nes­to Bar­ra­das e Michael Do­no­van, em 2010. Em cau­sa es­tão três ope­ra­ções às ca­ta­ra­tas e uma pa­ra tra­tar mi­o­pia em am­bos os olhos. Três des­tes pa­ci­en­tes fi­ca­ram ce­gos de um dos olhos, en­quan­to um fi­cou com­ple­ta­men­te ce­go. A ra­zão pren­de-se nu­ma in­fe­ção bac­te­ri­al, ten­do si­do pro­va­do que a sua ori­gem re­caiu nos pou­cos cui­da­dos to­ma­dos no pós-ope­ra­tó­rio. Co­mo res­pon­sá­vel pe­la clí­ni­ca, Fran­cis­cus Vers­te­eg de­ve­ria ter en­ca­mi­nha­do os pa­ci­en­tes pa­ra hos­pi­tais de re­fe­rên­cia as­sim que se de­te­ta­ram as in­fe­ções. Po­rém, não se apu­rou ao cer­to a fon­te da in­fe­ção. Ain­da, no pra­zo de 18 me­ses, de­ve pa­gar 15.120 eu­ros ao Cen­tro Hos­pi­ta­lar de Lis­boa Cen­tral e, tam­bém, 5.000 eu­ros ao Cen­tro He­len Kel­ler no pra­zo de 24 me­ses. O mes­mo tri­bu­nal con­de­nou um ou­tro fun­ci­o­ná­rio da I-Qmed a 10 me­ses de pri­são, por ter exer­ci­do atos de en­fer­ma­gem pa­ra os quais não es­ta­va ha­bi­li­ta­do. A exe­cu­ção da pe­na é sus­pen­sa ca­so pa­gue, no pra­zo de um ano, 5.000 eu­ros aos Bom­bei­ros Vo­lun­tá­ri­os da La­goa. A I-Qmed en­cer­rou pou­co tem­po de­pois de se tor­na­rem pú­bli­cos os ca­sos de ne­gli­gên­cia, ao pon­to de Fran­cis­cus Vers­te­eg ter regressado à Ho­lan­da e não ter com­pa­re­ci­do à ses­são do tri­bu­nal que di­tou a sua con­de­na­ção.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Portugal

© PressReader. All rights reserved.