PM:

OftalPro - - ENTREVISTA -

-ope­ra­tó­rio. O prof. Tho­mas Ol­sen de­sen­vol­veu uma aná­li­se de no­vos da­dos so­bre a pre­vi­são da po­tên­cia da len­te a im­plan­tar, da­da a aná­li­se in­di­vi­du­al da pro­fun­di­da­de da câ­ma­ra an­te­ri­or e da es­pes­su­ra da ca­ta­ra­ta no pré-ope­ra­tó­rio, le­van­do a uma pre­vi­são mais apu­ra­da do lo­cal efetivo da len­te e que con­tri­bui pa­ra a con­sa­gra­ção dos re­sul­ta­dos ci­rúr­gi­cos oti­mi­za­dos que pro­cu­ra­mos.

Em si­mul­tâ­neo à Reu­nião, de­cor­reu o cur­so EUPO, so­bre o Glau­co­ma. O que po­de di­zer-nos so­bre es­te cur­so?

te­ra­pêu­ti­cas e ci­rúr­gi­cas, desde as téc­ni­cas clás­si­cas pe­ne­tran­tes, às vál­vu­las ou às téc­ni­cas re­cen­tes me­nos in­va­si­vas, co­mo a es­cle­rec­to­mia não pe­ne­tran­te, a ca­na­lo­plas­tia ou os mi­ni-im­plan­tes.

Na sua opi­nião, que im­por­tân­cia as­su­me es­te even­to pa­ra a of­tal­mo­lo­gia na­ci­o­nal?

O con­sa­grar du­ma of­tal­mo­lo­gia por­tu­gue­sa de ex­ce­lên­cia, em cons­tan­te de­ba­te na pro­cu­ra do me­lhor re­sul­ta­do pa­ra os nos­sos do­en­tes nu­ma área par­ti­cu­lar­men­te re­le­van­te, on­de o nú­me­ro de in­ter­ven­ções e a sua qua­li­da­de tem al­can­ça­do re­sul­ta­dos su­pe­ri­o­res.

Que men­sa­gem gos­ta­ria de dei­xar a to­dos os nos­sos lei­to­res?

Car­los Agui­ar, Me­lo Bei­rão, Ma­ria João Me­né­res e Gui­lher­me Mon­tei­ro

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Portugal

© PressReader. All rights reserved.