GCS:

OftalPro - - INQUÉRITO -

Qual­quer ca­so, do mais sim­ples ao mais com­ple­xo, re­fle­te a sin­gu­la­ri­da­de de ca­da in­di­ví­duo. Os ca­sos que mais me mar­cam são os que en­vol­vem cri­an­ças com per­da ir­re­cu­pe­rá­vel de vi­são, com to­do o im­pac­to psi­cos­so­ci­al que is­so acar­re­ta ne­las e nas su­as fa­mí­li­as. Pre­fi­ro não con­tar ca­sos con­cre­tos. JB: To­do o ser hu­ma­no é um ca­so com­pli­ca­do. Ca­be-nos des­mon­tar a com­pli­ca­ção. Por is­so, não te­nho ne­nhum ca­so mais com­pli­ca­do por­que, pa­ra mim, to­dos de al­gu­ma for­ma o são.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Portugal

© PressReader. All rights reserved.