Re­por­ta­gem: IX Sim­pó­sio do Gru­po Con­se­lhei­ros da Vi­são

Opticapro - - Sumário -

O Ho­tel do La­go em­pres­tou o seu es­pa­ço ao IX Sim­pó­sio do Gru­po Con­se­lhei­ros da Vi­são, que de­cor­reu de 1 a 4 maio. A pai­sa­gem alen­te­ja­na fun­diu-se per­fei­ta­men­te com a Óp­ti­ca, um ver­da­dei­ro “re­ga­lo pa­ra a vis­ta”, que pro­por­ci­o­nou um re­ti­ro de qua­li­da­de aos par­ti­ci­pan­tes nes­tes qua­tro di­as. Es­tes mo­men­tos de la­zer con­tri­buí­ram pa­ra que as men­sa­gens das mar­cas fluís­sem nas apre­sen­ta­ções, des­de a ex­po­si­ção de pro­du­tos a te­mas de dis­cus­são. Com es­ta mai­or pro­xi­mi­da­de, foi pos­sí­vel con­tac­tar di­re­ta­men­te com co­o­pe­ra­do­res de to­do o país e di­ri­gen­tes em­pre­sa­ri­ais num só lo­cal, num cli­ma úni­co as­sen­te na ami­za­de. O ob­je­ti­vo des­te Sim­pó­sio foi o de in­for­mar os par­ti­ci­pan­tes so­bre as mais re­cen­tes no­vi­da­des tan­to da Óp­ti­ca co­mo das em­pre­sas as­so­ci­a­das ao Gru­po, mas tam­bém pro­por­ci­o­nar apre­sen­ta­ções de te­mas ex­tre­ma­men­te re­le­van­tes pa­ra as ci­ên­ci­as da vi­são, al­guns com gran­de po­ten­ci­al de dis­cus­são. No en­tan­to, po­de di­zer-se que o pro­ta­go­nis­ta des­tes qua­tro di­as es­te­ve no so­pé da vi­la de Mon­tar­gil, com vis­ta pa­ra a bar­ra­gem ho­mó­ni­ma. Um oá­sis, tal co­mo o pre­si­den­te do Gru­po Con­se­lhei­ros da Vi­são (GCV), Ra­fa­el Cla­ro Sil­va, con­fir­mou. “Não há dú­vi­da que o nos­so país tem lo­cais que só vis­tos, pe­la sua be­le­za in­des­cri­tí­vel. Por­que pa­re­ce que não há pa­la­vras pa­ra des­cre­ver pai­sa­gens de cor­tar a res­pi­ra­ção. E se as fron­do­sas e

lu­xu­ri­an­tes ser­ras são um des­can­so pa­ra os olhos can­sa­dos do ci­men­to da ci­da­de, tam­bém as zo­nas ri­bei­ri­nhas nos apaziguam a al­ma. E é es­ta cal­ma que ladeia as mar­gens do rio Sor, on­de se in­se­re a bar­ra­gem de Mon­tar­gil.”

Qua­tro di­as de la­zer

A or­ga­ni­za­ção do Sim­pó­sio ten­tou man­ter o equi­lí­brio en­tre as ati­vi­da­des tí­pi­cas de des­can­so e con­ví­vio so­ci­al com os mo­men­tos mais “sé­ri­os”. As­sim, no pri­mei­ro dia de­cor­reu a As­sem­bleia Ge­ral do Gru­po, em que se reu­ni­ram os co­o­pe­ra­do­res de to­do país. O dia 2 de maio foi de­di­ca­do ao “re­la­xa­men­to de me­ses e me­ses de des­gas­te a que es­tes pro­fis­si­o­nais es­tão su­jei­tos”, co­mo con­si­de­rou Ra­fa­el Cla­ro Sil­va. Da par­te da ma­nhã de­cor­reu o E-Hunt, uma es­pé­cie de ca­ça ao te­sou­ro, na qual par­ti­ci­pan­tes usa­ram co­or­de­na­das de GPS pa­ra ob­ter cai­xas pre­vi­a­men­te des­co­nhe­ci­das. À tar­de re­ser­vou-se um mo­men­to de emo­ções for­tes, com a “fu­te­bo­la­da” en­tre as equi­pas Fit­ness e a Eu­ro­vi­si­on, um jo­go on­de to­dos fo­ram re­com­pen­sa­dos com um jan­tar, ao fi­nal do se­rão. No ter­cei­ro dia, os pro­fis­si­o­nais vol­ta­ram aos tra­ba­lhos. Após a ce­ri­mó­nia de aber­tu­ra, a Mar­chon deu a co­nhe­cer as ten­dên­ci­as e as van­ta­gens que a mar­ca tem a ofe­re­cer a to­dos os co­o­pe­ra­do­res. A se­guir foi apre­sen­ta­do o Hi­per­gel, no­vo ma­te­ri­al pa­ra len­tes de con­tac­to que a Baus­ch+Lomb es­tá a de­sen­vol­ver. An­tes do in­ter­va­lo, a Es­si­lor te­ve tem­po de dar a co­nhe­cer quais os seus pro­du­tos que es­tão pres­tes a “sair do for­no”. De­pois dos pro­du­tos, a Es­si­lor apre­sen­tou à tar­de os mo­ti­vos pa­ra se pres­tar sem­pre um ser­vi­ço ex­tra­or­di­ná­rio de aten­di­men­to, pa­ra se ob­ter su­ces­so nas ven­das, com a pa­les­tra “Ar­gu­men­tar nos di­as de ho­je”. Mi­guel Ale­mão, ‘vi­su­al-mer­chan­di­zer' da Mar­chon, mos­trou as mais-va­li­as de apos­tar no vi­tri­nis­mo qu­an­do di­ri­gi­do a um pú­bli­co­al­vo, es­pe­ci­al­men­te qu­an­do a mon­tra é o “cartão de vi­si­ta” do co­mer­ci­an­te. De se­gui­da, Pa­trí­cia Vaz, da Yu­di­gar, em­pre­sa res­pon­sá­vel pe­la ima­gem do Gru­po Con­se­lhei­ros da Vi­são, de­fen­deu a for­ça da ima­gem cor­po­ra­ti­va, al­tu­ra em que se so­li­di­fi­cou a ima­gem des­ta

mar­ca en­tre os co­o­pe­ra­do­res. Por úl­ti­mo, Vil­ma Ba­tis­ta, da Baus­ch+Lomb, vol­tou a in­tro­du­zir uma apre­sen­ta­ção de pro­du­to, nes­te ca­so as len­tes de con­tac­to Pu­re­vi­si­on 2 pa­ra Pres­bi­o­pia, as úl­ti­mas des­ta li­nha.

For­ta­le­cer la­ços

Pa­ra ter­mi­nar o Sim­pó­sio, Ra­fa­el Cla­ro Sil­va ma­ni­fes­tou o su­ces­so des­tes qua­tro di­as no seu dis­cur­so, no qual se mos­trou “sa­tis­fei­to com a per­ti­nên­cia dos te­mas, a pre­sen­ça ma­ci­ça dos co­o­pe­ra­do­res e o cum­pri­men­to dos ho­rá­ri­os do sim­pó­sio”, agra­de­cen­do por fim aos pa­tro­ci­na­do­res. A sa­la do Clu­be Náu­ti­co do Ho­tel do La­go re­ce­beu o úl­ti­mo mo­men­to em que os pro­fis­si­o­nais es­ti­ve­ram jun­tos, o jan­tar de ga­la, que con­tou com dois mo­men­tos que cer­ta­men­te fi­ca­rão na me­mó­ria dos pre­sen­tes: o sa­bor dos vi­nhos alen­te­ja­nos, nu­ma pro­va, e o som das gui­tar­ras de Ar­man­do Fi­guei­re­do e Luís Pe­tis­ca, com fa­do. Ri­ta Ri­bei­ro, ma­dri­nha da cau­sa hu­ma­ni­tá­ria “Olhe por Si…”, can­tou al­guns tre­chos mu­si­cais pa­ra gran­de gáu­dio do pú­bli­co. An­tes de to­dos vol­ta­rem pa­ra as su­as ca­sas, os cer­ca de 200 pre­sen­tes can­ta­ram os pa­ra­béns aos 25 anos das óp­ti­cas Con­se­lhei­ros da Vi­são.

IX Sim­pó­sio do Gru­po Con­se­lhei­ros da Vi­são

No­va co­le­ção da Mar­chon

Ri­ta Ri­bei­ro e Ra­fa­el Sil­va abrem

o bo­lo dos 25 anos do GCV

Equi­pa ven­ce­do­ra da pro­va

de ori­en­ta­ção e cul­tu­ra

Ivo Sou­sa, Su­sa­na Queiroga e mui­ta aven­tu­ra

Du­ar­te e Jo­sé Car­los Car­do­so, Ma­fal­da, Mi­guel e Su­sa­na Mon­tei­ro, Ma­ra No­guei­ra,

Le­o­nor Mon­tei­ro e Re­be­ca Car­do­so

Ví­tor e Ana Ma­ria Gu­er­rei­ro com Ema Gar­çal

An­dreia, Sa­ra e Nu­no Re­be­lo

Luís Mi­guel de Je­sus, Su­sa­na

Sou­sa e Ti­a­go Je­sus

Pedro Car­do­so e Vil­ma Baptista

Ra­fa­el Sil­va, na ce­ri­mó­nia de en­cer­ra­men­to

Ana Pa­che­co e Ana Tra­bu­lo

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Portugal

© PressReader. All rights reserved.