AU­DI­OC­Lí­NI­CA,

A Au­di­oC­lí­ni­ca, em­pre­sa 100% por­tu­gue­sa que se de­di­ca à co­mer­ci­a­li­za­ção de apa­re­lhos au­di­ti­vos e equi­pa­men­tos pa­ra exa­mes com­ple­men­ta­res de di­ag­nós­ti­co,

Opticapro - - Primeira Página -

mu­dou re­cen­te­men­te de ins­ta­la­ções. “Es­ta­mos em Car­ca­ve­los, num am­bi­en­te mais des­con­traí­do e di­ver­ti­do, ca­rac­te­rís­ti­cas bas­tan­te as­sen­tes em to­da a equi­pa da Au­di­oC­lí­ni­ca”.

A Óp­ti­caP­ro pas­sou pe­las no­vas ins­ta­la­ções e pô­de com­pro­var ‘ in lo­co’ es­ta de­cla­ra­ção de He­le­na Or­ne­las, di­re­to­ra de mar­ke­ting da Au­di­oC­lí­ni­ca. “É aqui que re­ce­be­mos os óti­cos, é aqui que da­mos for­ma­ção, é es­ta a equi­pa que aju­da a im­ple­men­tar a área de ne­gó­cio da au­di­o­lo­gia na óti­ca de uma for­ma mui­to per­so­na­li­za­da. Por tu­do is­to, era ‘obri­ga­tó­rio’ es­tar­mos num lo­cal fi­el à nos­sa ima­gem... des­con­traí­do e di­ver­ti­do! E as­sim foi, em Car­ca­ve­los. É um es­pa­ço am­plo, com jar­dim e pró­xi­mo da praia... ex­tre­ma­men­te agra­dá­vel”, con­ti­nu­ou. Du­ran­te a vi­si­ta gui­a­da, Ca­ta­ri­na Korn - fun­da­do­ra e di­re­to­ra da em­pre­sa - fa­lou tam­bém com a nos­sa equi­pa e afir­mou que, “ho­je, a Au­di­oC­lí­ni­ca é uma re­fe­rên­cia em Por­tu­gal na dis­tri­bui­ção por gros­so de apa­re­lhos au­di­ti­vos e ser­vi­ços ine­ren­tes. Mas não so­mos ape­nas for­ne­ce­do­res, im­ple­men­ta­mos par­ce­ri­as de su­ces­so”, su­bli­nhou. Pa­ra além da mu­dan­ça de ins­ta­la­ções, ou­tra gran­de al­te­ra­ção da em­pre­sa pren­deu-se com “o en­cer­ra­men­to gra­du­al da nos­sas lo­jas, tran­si­tan­do da ven­da a re­ta­lho pa­ra 100% dis­tri­bui­ção. Apro­vei­tá­mos as­sim a in­fra­es­tru­tu­ra e ‘know-how’ ad­qui­ri­dos ao lon­go de 20 anos pa­ra me­lhor com­pre­en­der as ne­ces­si­da­des dos nos­sos cli­en­tes. As­sim sen­do, em vez de com­pe­tir no

mer­ca­do com eles, fo­ca­mo-nos to­tal­men­te no seu su­ces­so. Foi es­ta a nos­sa mai­or re­es­tru­tu­ra­ção”, sa­li­en­tou Ca­ta­ri­na Korn.

Na óti­ca...

“Ao de­di­car-se ex­clu­si­va­men­te à dis­tri­bui­ção por gros­so, a Au­di­oC­lí­ni­ca co­mer­ci­a­li­za tu­do o que é ne­ces­sá­rio pa­ra tra­ba­lhar nes­ta área de ne­gó­cio. Des­de ins­ta­lar um de­par­ta­men­to com­ple­to de au­di­o­lo­gia com to­dos os mei­os de di­ag­nós­ti­co exis­ten­tes ou ape­nas na área da re­a­bi­li­ta­ção au­di­ti­va atra­vés de pró­te­ses, a Au­di­oC­lí­ni­ca pro­por­ci­o­na, ca­li­bra e ins­ta­la to­do o equi­pa­men­to ne­ces­sá­rio. Co­mo par­te do nos­so ser­vi­ço pós-ven­da, te­mos um ser­vi­ço Help Desk que po­de apoi­ar a óti­ca du­ran­te a adap­ta­ção dos apa­re­lhos e, se hou­ver al­gu­ma di­fi­cul­da­de du­ran­te a con­sul­ta, po­der­mos in­clu­si­va­men­te fa­zê­lo em di­re­to, mes­mo à dis­tân­cia, des­de que ha­ja in­ter­net na óti­ca. A Au­di­oC­lí­ni­ca é re­pre­sen­tan­te ex­clu­si­va de vá­ri­as mar­cas e, pa­ra mai­or co­mo­di­da­de, fa­ze­mos to­da a as­sis­tên­cia téc­ni­ca, ca­li­bra­ções e re­pa­ra­ções. Con­vi­da­mos o lei­tor a vi­si­tar o nos­so ‘site’ www. au­di­o­cli­ni­ca.pt e a fa­zer um ‘li­ke’ na nos­sa pá­gi­na do Fa­ce­bo­ok pa­ra co­nhe­cer to­dos os pro­du­tos. Co­mo a listagem é mui­to ex­ten­sa, tra­ba­lha­mos sem­pre em con­jun­to com o cli­en­te óti­ca pa­ra ava­li­ar as ne­ces­si­da­des re­ais e re­qui­si­tos mí­ni­mos pa­ra que o in­ves­ti­men­to ini­ci­al se­ja viá­vel e ra­pi­da­men­te amor­ti­za­do. Se a óti­ca pre­ten­der ofe­re­cer a pos­si­bi­li­da­de de os seus cli­en­tes ad­qui­ri­rem os apa­re­lhos au­di­ti­vos, o in­ves­ti­men­to se­rá re­la­ti­va­men­te pe­que­no, sen­do que a Au­di­oC­lí­ni­ca pro­por­ci­o­na­rá to­do o acom­pa­nha­men­to e for­ma­ção”, con­cluiu Ca­ta­ri­na Korn à nos­sa re­por­ta­gem.

A Au­di­oC­lí­ni­ca ema­na uma “ima­gem des­con­traí­da e di­ver­ti­da”

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Portugal

© PressReader. All rights reserved.