Re­por­ta­gem Tes­te­mu­nho: Isaú Maia, Óp­ti­ca Maia - Ins­ti­tu­top­ti­co

A Óp­ti­ca Maia faz par­te do gru­po Ins­ti­tu­top­ti­co des­de 1989. Pa­ra Isaú Maia, o res­pon­sá­vel, é uma hon­ra fa­zer par­te da his­tó­ria do gru­po 100% por­tu­guês mais an­ti­go do mer­ca­do.

Opticapro - - Sumário -

A Óp­ti­ca Maia nas­ceu em 1985, em Fer­não Fer­ro, no Sei­xal, dis­tri­to de Se­tú­bal. Três anos de­pois ins­ta­lou-se na Cruz de Pau, Amo­ra, lo­cal on­de a óti­ca es­tá se­di­a­da até ho­je. E, em 1989, ade­riu ao pro­je­to Ins­ti­tu­top­ti­co. Porquê? “O Ins­ti­tu­top­ti­co é um gru­po di­fe­ren­te dos ou­tros que exis­tem no mer­ca­do... es­ses têm uma política de fran­chi­sing, on­de os nú­me­ros vêm sem­pre em pri­mei­ro lu­gar. No Ins­ti­tu­top­ti­co, o mais im­por­tan­te é a re­la­ção que se cria com os as­so­ci­a­dos e com os cli­en­tes. É co­mo se fôs­se­mos uma gran­de fa­mí­lia”, afir­mou Isaú Maia em en­tre­vis­ta à Óp­ti­caP­ro. O res­pon­sá­vel fez ques­tão de

enal­te­cer a for­ma co­mo os as­sun­tos são tra­ta­dos nes­te gru­po, des­ta­can­do a tro­ca de ex­pe­ri­ên­ci­as que es­ta “fa­mí­lia” pro­por­ci­o­na. “Gra­ças à di­ver­si­da­de de co­le­gas/só­ci­os de to­das as zo­nas do país, con­se­gui­mos ob­ter uma ideia glo­bal da si­tu­a­ção do mer­ca­do. Além dis­so, te­mos tam­bém a ca­pa­ci­da­de de nos jun­tar­mos fa­cil­men­te em tor­no de vá­ri­os pro­je­tos so­ci­ais, fa­zer com­pras agru­pa­das, mar­ke­ting lo­cal uni­for­mi­za­do com a ima­gem do Ins­ti­tu­top­ti­co, en­tre ou­tras ini­ci­a­ti­vas”.

So­bre Isaú Maia

Isaú Maia deu os pri­mei­ros pas­sos na in­dús­tria dos ócu­los em 1975, em Mo­rez, Fran­ça, nas em­pre­sas L’Amy e Bur­ris, on­de foi res­pon­sá­vel pe­la área de fa­bri­co, du­ran­te cin­co anos. Em 1981, vol­tou pa­ra Portugal pa­ra de­sem­pe­nhar a fun­ção de téc­ni­co das má­qui­nas Bri­ot e a de ven­de­dor de ar­ma­ções, em re­pre­sen­ta­ção da Lu­no­po­dium na zo­na nor­te do país. Em 1985, con­cluiu o cur­so de téc­ni­co de óti­ca ocu­lar, no INETE, e cri­ou a Óp­ti­ca Maia. É de­fen­sor in­con­di­ci­o­nal do co­mér­cio tra­di­ci­o­nal e das re­la­ções pes­so­ais. “So­mos uma óti­ca fa­mi­li­ar. Or­gu­lha­mo-nos em ter fa­mí­li­as in­tei­ras co­mo cli­en­tes, des­de os avós aos ne­tos. O nos­so le­ma é fa­zer do nos­so cli­en­te um amigo. E o co­mér­cio tra­di­ci­o­nal tam­bém aju­da mui­to nes­te sen­ti­do”, con­cluiu Isaú Maia.

Ál­va­ro Maia, Jo­sé Maia, Fi­lo­me­na Me­ne­ses e Isaú Maia

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Portugal

© PressReader. All rights reserved.