GUIA

O wor­klog é um ele­men­to es­sen­ci­al nos pro­jec­tos de mod­ding. É com ele que se exi­be a pro­gres­são, uma for­ma de re­ce­ber/par­ti­lhar dicas, de pro­mo­ver as nos­sas ha­bi­li­da­des e o pro­ces­so cri­a­ti­vo. É uma das ma­nei­ras mais sim­ples de ins­pi­ra­ção e re­co­lha de idei

PC Guia - - ÍNDICE - POR

Luís Al­ves en­si­na co­mo cri­ar um wor­klog para exi­bir os seus tra­ba­lhos de mod­ding.

PRI­MEI­ROS PAS­SOS

Es­te ti­po de con­teú­do po­de ser cri­a­do quan­do ain­da só te­mos uma le­ve ideia do que fa­zer ou um nú­me­ro re­du­zi­do de pe­ças que ire­mos uti­li­zar co­mo a cai­xa, a pla­ta­for­ma e o sis­te­ma de re­fri­ge­ra­ção. Exis­tem tam­bém si­tu­a­ções em que o wor­klog só nas­ce para do­cu­men­tar um pro­jec­to após con­clu­são e re­co­lher opi­niões para me­lho­ri­as fu­tu­ras.

DE­FI­NI­ÇÃO DE CON­TEÚ­DO

Com a mas­si­fi­ca­ção dos smartpho­nes com boas câ­ma­ras é mais fá­cil (e rá­pi­do) de do­cu­men­tar um wor­klog: bas­ta dis­pa­rar e te­mos a úl­ti­ma mo­di­fi­ca­ção pron­ta a par­ti­lhar. De­ve­mos, con­tu­do, pen­sar bem na abor­da­gem que qu­e­re­mos fa­zer e ques­ti­o­nar: co­lo­car fo­tos por se­ma­na, por fa­se de mo­di­fi­ca­ção ou a ca­da no­vi­da­de? Ape­nas fo­to­gra­fi­as ou tam­bém ví­de­os?

DICAS E TRU­QUES

Adi­ci­o­ne mui­tas dicas, tru­ques e ima­gens que per­mi­tam ver a pro­gres­são de de­ter­mi­na­da mo­di­fi­ca­ção. Se, por exem­plo, fi­ze­rem um cor­te na la­te­ral, é sem­pre boa ideia ter fo­tos do an­tes, do pla­ne­a­men­to, do pro­ces­so e do fi­nal. Uma boa do­cu­men­ta­ção não só de­mons­tra a ca­pa­ci­da­de de fa­zer co­mo ins­ti­ga a mais ques­tões, o que ge­ra mais pú­bli­co a ver o pro­jec­to.

VIDEOLOGS

Exis­te uma ma­gia nos con­teú­dos em ví­deo: a ca­pa­ci­da­de de nos aco­lher e fa­zer sen­tir par­te de al­gu­ma coi­sa. Nes­te cam­po, exis­tem tam­bém di­ver­sas for­mas de abor­dar a do­cu­men­ta­ção: ví­de­os lon­gos em agen­da re­gu­lar, mi­ni-epi­só­di­os em re­su­mo, um único ví­deo da mon­ta­gem fi­nal ou ain­da um aglo­me­ra­do de dicas e ti­me­lap­ses. Qual­quer que se­ja a op­ção es­co­lhi­da, es­ta vai de­fi­nir o nos­so es­ti­lo de mod­der. De­pois dis­so, o pú­bli­co co­me­ça a es­pe­rar al­go mais de nós. Dei­xo aqui na pá­gi­na exem­plos das ca­pas dos meus vlogs que mos­tram uma coi­sa es­sen­ci­al: as pes­so­as con­se­guem per­ce­ber ime­di­a­ta­men­te o ti­po de con­teú­do q que o ví­deo tem.

REDESR SO­CI­AIS

SãoSã uma fer­ra­men­ta com enor­me po­ten­ci­a­li­da­de, mas que de­ve­rá ser uti­li­za­da com al­gu­ma mo­de­ra­ção, es­pe­ci­al­men­te os gru­pos no Fa­ce­bo­ok e as me­ga ga­le­ri­as com fo­tos pa­re­ci­das ou qua­se re re­pe­ti­das. Nes­tas pla­ta­for­mas é sem­pre dí­fi­cil cri­ar o formato de pro­gres­são ou co­lo­car as fo­tos na or­dem id ide­al. A di­ca mais sim­ples e di­rec­ta: cri­em uma pá pá­gi­na para o pro­jec­to, fa­çam ac­tu­a­li­za­ções mo­de­ra­das e par­ti­lhem no vos­so per­fil os con­teú­dos mais im­por­tan­tes.

CON­CLU­SÃO

O mod­ding é co­mo to­do o movimento ma­ker: al­ta­men­te de­pen­den­te e de for­te ade­são aos con­teú­dos multimédia. O wor­klog é um formato sim­ples de se­guir, que po­de fi­car de­fi­ni­do num es­ti­lo pró­prio de ca­da um e no qu­al tam­bém se ge­ra subs­cri­to­res/se­gui­do­res. No vos­so pró­xi­mo pro­jec­to, pen­sem nis­to e fa­çam-nos che­gar es­ses exem­plos de wor­klog.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Portugal

© PressReader. All rights reserved.