ASUS ROG STRIX RX VEGA 56 GA­MING

De­mo­rou al­gum tem­po, mas a AMD vol­tou a apos­tar nas pla­cas grá­fi­cas de to­po, com a no­va Ra­de­on RX Veja 56. Te­rá a es­pe­ra va­li­do a pe­na?

PC Guia - - TECHPORN - G.Di­as

De­pois do anún­cio no fi­nal de 2016, e de um lan­ça­men­to de­ma­si­a­do tí­mi­do, a AMD es­tá de vol­ta às pla­cas grá­fi­cas de to­po. A ques­tão é: te­rão vin­do a tem­po? Em­bo­ra te­nham lan­ça­do du­as pla­cas grá­fi­cas, foi o mo­de­lo mais aces­sí­vel que nos des­per­tou mai­or in­te­res­se, a Ra­de­on RX Vega 56, que uti­li­za uma ar­qui­tec­tu­ra mo­du­lar si­mi­lar à usa­da nos an­te­ri­o­res GPU Fi­ji. Nes­te ca­so em con­cre­to es­ta­mos a fa­lar nu­ma GPU com­pos­to por 56 uni­da­des de com­pu­ta­ção, que reú­nem 3584 pro­ces­sa­do­res stre­am a 1297 MHz, que po­dem atin­gir os 1573 MHz. Nes­ta ver­são Asus Strix é ape­nas pos­sí­vel gra­ças ao re­cur­so a um sis­te­ma de re­fri­ge­ra­ção mais efi­caz que a so­lu­ção de ori­gem da AMD, is­to sem con­tar com o sem­pre ape­te­cí­vel sis­te­ma de ilu­mi­na­ção RGB Au­ra Sync.

ME­MÓ­RI­AS HBM2

Por se tra­tar de uma ar­qui­tec­tu­ra que exi­ge g uma g gran­de lar­gu­ra g de ban­da de

co­mu­ni­ca­ção com as me­mó­ri­as pa­ra ex­plo­rar to­do o seu po­ten­ci­al, a AMD te­ve de re­cor­rer à se­gun­da ge­ra­ção de me­mó­ri­as do ti­po HBM (High-Bandwith Me­mory). Es­tas têm a par­ti­cu­la­ri­da­de de es­ta­rem in­te­gra­da no si­lí­cio do pró­prio GPU, per­mi­tin­do ofe­re­cer uma lar­gu­ra de ban­da má­xi­ma de 410 GB/s (no ca­so des­ta RX Vega 56), gra­ças à cur­ta dis­tân­cia do GPU e ao uso de um con­tro­la­dor de me­mó­ria de 2048 bits. As HBM2 têm ain­da a van­ta­gem de se­rem até cin­co ve­zes mais efi­ca­zes em ter­mos de con­su­mo ener­gé­ti­co, um re­qui­si­to fun­da­men­tal pa­ra uma pla­ca grá­fi­ca que tem aque­le que é, ac­tu­al­men­te, o GPU mais com­ple­xo do mer­ca­do, com 12,5 mil mi­lhões de tran­sís­to­res, qua­se o do­bro da GeFor­ce GTX 1080.

PEN­SAR NO FU­TU­RO

A ar­qui­tec­tu­ra mo­du­lar, o fun­ci­o­na­men­to in in­ter­no e o ti­po de me­mó­ria uti­li­za­do dã dão a en­ten­der que es­ta­mos pe­ran­te um uma pla­ca grá­fi­ca que não con­se­gue rev re­ve­lar to­do o seu po­ten­ci­al com os vi vi­de­o­jo­gos ac­tu­ais, vis­to es­tar pre­pa­ra­da pa pa­ra li­dar com to­das as es­pe­ci­fi­ci­da­des de fu­tu­ras API, co­mo o Di­rectX 12. Ain­da as as­sim, es­ta Ra­de­on RX Vega 56 ofe­re­cer um de­sem­pe­nho que a co­lo­ca ao ní­vel da GeFor­ce GTX 1070, o que fa­zia to­do os o sen­ti­do na al­tu­ra de lan­ça­men­to da pla­ca ou quan­do foi anun­ci­a­da. In In­fe­liz­men­te, des­de en­tão, a AMD, ao de de­mo­rar tan­to tem­po a lan­çar a pla­ca no m mer­ca­do, per­mi­tiu à Nvi­dia res­pon­der à al­tu­ra, com o lan­ça­men­to da GeFor­ce GTX 1070 Ti, que es­tra­nha­men­te es­tá a ser co­mer­ci­a­li­za­da ao mes­mo tem­po que a Asus anun­cia pa­ra es­ta RX Vega 56 Strix.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Portugal

© PressReader. All rights reserved.