Praia das Ma­çãs A Chi­na, se­nho­res, a Chi­na…

PC Guia - - NEWS - PE­DRO ANICETO aniceto@mac.com

Che­gam-me no­tí­ci­as do Ori­en­te. Os chi­ne­ses (e Hong Kong no em­bru­lho) ti­ve­ram mo­de­los dl úi úni­cos no res­pec­ti­vo mer­ca­do. Não há cá eSIM pa­ra nin­guém. Is­to soa um na­di­nha abru­ta­lha­do, mas de­ve ter si­do mais ou me­nos is­so que os ope­ra­do­res dis­se­ram à Ap­ple: «Qu­e­res ven­der cá es­ses te­le­fo­nes? Pois é com SIM fí­si­co e não es­se zin­ga­re­lho do SIM vir­tu­al».

A Ap­ple in­vo­ca uma cer­ta “re­sis­tên­cia” ao SIM vir­tu­al por par­te do mer­ca­do chi­nês, mas, cá pa­ra mim, a re­sis­tên­cia é ou­tra: é mui­ta mas­sa pa­ra des­per­di­çar as­sim de ba­ra­to… E lá man­da­ram aos se­nho­res iPho­ne com dois car­tões fí­si­cos... E a pro­va dis­so é que ce­de­ram (eu ia es­cre­ver ver­ga­ram, que é ba­si­ca­men­te a mes­ma coi­sa mais mais po­li­di­nho). E o que é que acon­te­ce, en­tre­tan­to, na Eu­ro­pa com a gra­ci­nha do se­gun­do SIM vir­tu­al? Qua­se na­da.

A vir­tu­a­li­da­de é uma enor­me en­cren­ca pa­ra os ope­ra­do­res que ven­dem te­le­fo­nes blo­que­a­dos, com o se­gun­do SIM a ser ape­nas (vir­tu­al­men­te) usa­do pe­la ope­ra­do­ra ori­gi­nal (céus, dói-me a ca­be­ça só de pen­sar num cli­en­te es­tran­gei­ro de fé­ri­as em Por­tu­gal…). E, pa­ra já, há um ge­la­do si­lên­cio qu­an­do per­gun­to a al­guém se me sa­be di­zer qu­an­do é que es­ta fun­ci­o­na­li­da­de es­ta­rá dis­po­ní­vel. Mais a mais, sen­do o se­gun­do car­tão um SIM não fí­si­co, es­ta “au­to­ri­za­ção” pas­sa pe­las mãos de Cu­per­ti­no e, adi­vi­nhem, tal co­mo na ane­do­ta, eles vão que­rer uma fa­tia. Pe­los meus cál­cu­los is­to vai de­mo­rar uns me­ses até que se dei­xe de es­cu­tar o ran­ger de den­tes que por aí vai.

Mais di­vi­di­dos, lo­go mais fra­cos, os mer­ca­dos eu­ro­peus não vão ce­der e irão ter a fun­ci­o­na­li­da­de lá pa­ra as ca­len­das gre­gas (bas­ta que se pen­se que um sim­ples Vi­su­al Voi­ce Mail le­vou anos a ser im­ple­men­ta­do por al­guns ope­ra­do­res, e ser­vi­ços Ap­ple há que NUN­CA cá che­ga­ram). Te­nho boa me­mó­ria eu, que ain­da me lem­bro dos fa­mo­sos Pho­to Bo­oks que nun­ca gal­ga­ram as fron­tei­ras… Bom mas a eco­no­mia agra­de­ce. iPho­nes des­blo­que­a­dos com­pra­dos em Hong Kong, com dois slots fí­si­cos pa­ra dois car­tões, vão de cer­te­za fa­zer as de­lí­ci­as do mer­ca­do pa­ra­le­lo. Não du­vi­dem, en­tre a hi­pó­te­se eu­ro­peia e a asiá­ti­ca, nin­guém de­mo­ra­rá mui­to a de­ci­dir.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Portugal

© PressReader. All rights reserved.