Va­ran­das do Rio é um pro­du­to “úni­co” pa­ra as fa­mí­li­as em S. João da Ma­dei­ra

A qu­a­li­da­de dos apar­ta­men­tos, as va­lên­ci­as do con­do­mí­nio e a pro­xi­mi­da­de a ou­tras zo­nas ver­des, es­co­las, co­mér­cio e ao cen­tro da ci­da­de cons­ti­tu­em Va­ran­das do Rio co­mo uma “óti­ma opor­tu­ni­da­de de com­pra” pa­ra as fa­mí­li­as.

Publico - Imobiliario - - Oportunidades -

O con­do­mí­nio pri­va­do Va­ran­das do Rio, si­tu­a­do em S. João da Ma­dei­ra, pro­me­te ser uma das me­lho­res opor­tu­ni­da­des de com­pra de ha­bi­ta­ção pa­ra as fa­mí­li­as na ci­da­de, ga­ran­te Nu­no Mar­çal, Res­pon­sá­vel de Ven­das – Gran­des Imó­veis Nor­te da Di­re­ção de Ne­gó­cio Imo­bi­liá­rio do Mil­len­nium bcp. “Pe­la sua qu­a­li­da­de, va­lên­ci­as e ca­ra­te­rís­ti­cas, ali­a­das à ci­da­de on­de se in­se­re”, é “um dos lo­cais mais in­te­res­san­tes pa­ra as fa­mí­li­as, es­pe­ci­al­men­te com cri­an­ças”, diz.

O Ban­co es­tá nes­te mo­men­to a co­mer­ci­a­li­zar, com o apoio de três par­cei­ros me­di­a­do­res lo­cais, on­ze apar­ta­men­tos no con­do­mí­nio, que têm ge­ra­do in­te­res­se jun­to des­te ti­po de pú­bli­co. “As fa­mí­li­as com fi­lhos e os ca­sais jo­vens têm-se mos­tra­do bas­tan­te in­te­res­sa­dos pe­lo pro­du­to”, afir­ma Ós­car Por­ti­nho, Con­sul­tor da Re­max Cham­pi­on, uma das me­di­a­do­ras par­cei­ras nes­te pro­ces­so. O fac­to de es­tar or­ga­ni­za­do co­mo um con­do­mí­nio pri­va­do é tam­bém uma mais-va­lia va­lo­ri­za­da pe­las fa­mí­li­as. “É uma so­lu­ção mui­to in­te­res­san­te a ní­vel de se­gu­ran­ça ”, diz Bru­no Cor­reia, que ge­re a lo­ja ERA S. João da Ma­dei­ra, tam­bém en­vol­vi­da na co­mer­ci­a­li­za­ção. E, na sua pers­pe­ti­va, além de “se si­tu­ar nu­ma zo­na mui­to agra­dá­vel e per­to do cen­tro da ci­da­de, tem va­lên­ci­as mui­to in­te­res­san­tes”, que atra­em as fa­mí­li­as, co­mo es­pa­ços ver­des ou pis­ci­na. Del­fim Te­mu­de, ge­ren­te da To­tal­med2, ou­tra me­di­a­do­ra par­cei­ra, con­si­de­ra que es­tas ca­ra­te­rís­ti­cas atra­em não só as fa­mí­li­as por­tu­gue­sas re­si­den­tes na zo­na co­mo tam­bém os emi­gran­tes. “Es­ta­mos bas­tan­te con­fi­an­tes na acei­ta­ção des­te pro­du­to jun­to dos emi­gran­tes”, afir­ma aque­le pro­fis­si­o­nal, que vol­ta a des­ta­car o fac­to de ser um con­do­mí­nio fe­cha­do co­mo “um fa­tor adi­ci­o­nal de atra­ti­vi­da­de pa­ra es­te pú­bli­co, cu­ja ocu­pa­ção das ca­sas é ape­nas du­ran­te um pe­río­do do ano”. Na sua pers­pe­ti­va, es­ta “é uma fa­tia im­por­tan­te do ne­gó­cio” e a abor­da­gem mais ati­va co­me­ça­rá pre­ci­sa­men­te ago­ra, no pe­río­do do Verão, es­pe­ci­al­men­te jun­to dos emi­gran­tes oriun­dos da Suí­ça, Lu­xem­bur­go, Fran­ça e Ale­ma­nha.

Os me­di­a­do­res en­vol­vi­dos na co­mer­ci­a­li­za­ção acre­di­tam ain­da que o fac­to de ser uma das úni­cas ofer­tas de ha­bi­ta­ção no seg­men­to mé­di­o­al­to a es­tre­ar atu­al­men­te dis­po­ní­vel na ci­da­de e tam­bém o fac­to de ter cré­di­to as­so­ci­a­do, se­jam tam­bém as­pe­tos va­lo­ri­za­dos pe­las fa­mí­li­as na ho­ra de com­prar.

As ex­pe­ta­ti­vas são, por is­so, po­si­ti­vas e o Mil­len­nium bcp acre­di­ta que os apar­ta­men­tos, cu­ja co­mer­ci­a­li­za­ção se ini­ci­ou em maio, es­te­jam to­tal­men­te ven­di­dos até fi­nal do Verão. Da par­te dos me­di­a­do­res, as pers­pe­ti­vas tam­bém são ani­ma­do­ras e to­dos os mei­os es­tão a ser di­na­mi­za­dos, in­cluin­do o des­ta­que do em­pre­en­di­men­to nu­ma lo­ja pop up da To­tal­med2 no cen­tro co­mer­ci­al 8ª Ave­ni­da.

Es­pa­ço úni­co na ci­da­de

Com uma “ex­po­si­ção so­lar fan­tás­ti­ca” e ain­da por es­tre­ar, es­tes 11 apar­ta­men­tos in­te­gra­dos no con­do­mí­nio Va­ran­das do Rio va­ri­am en­tre as ti­po­lo­gi­as T3, T3 Du­plex e T4, apre­sen­tan­do áre­as bru­tas pri­va­ti­vas en­tre os 160 e os 192 m² e áre­as de­pen­den­tes en­tre os 32 e os 172 m². As uni­da­des dis­põem de pi­so ra­di­an­te e re­cu­pe­ra­dor de ca­lor, chur­ras­quei­ra e ins­ta­la­ção de as­pi­ra­ção cen­tral, in­te­gran­do-se num em­pre­en­di­men­to com am­plas áre­as ver­des, além de uma pis­ci­na de di­men­sões “mui­to ge­ne­ro­sas”, cam­po de jo­gos e cam­pos de té­nis, o que tor­na es­te pro­du­to “um es­pa­ço úni­co e ape­te­cí­vel pa­ra vi­ver nes­ta ci­da­de”, diz Nu­no Mar­çal. In­te­gra­das no em­pre­en­di­men­to es­tão ain­da al­gu­mas lo­jas de ser­vi­ços, co­mo um cen­tro de es­té­ti­ca, res­tau­ran­te e ou­tros ser­vi­ços de apoio. O con­do­mí­nio es­tá in­te­gra­do nas pro­xi­mi­da­des do par­que ur­ba­no do rio UI, o que per­mi­te uma “ex­ce­len­te di­nâ­mi­ca en­tre o seu pró­prio es­pa­ço ver­de e es­ta zo­na de la­zer da ci­da­de”. É ain­da mui­to pró­xi­mo de es­co­las, zo­nas em­pre­sa­ri­ais e co­mer­ci­ais e do cen­tro da ci­da­de, do qual es­tá a uma dis­tân­cia de car­ro de ape­nas 1 mi­nu­to. É pe­la con­ju­ga­ção de to­dos es­tes atri­bu­tos e pe­la pró­pria ci­da­de que Nu­no Mar­çal con­si­de­ra que es­tes apar­ta­men­tos se tra­tam de “óti­mas opor­tu­ni­da­des de com­pra”, ter­mi­na.

MIL­LEN­NIUM BCP

O con­do­mi­nio Va­ran­das do Rio tem pis­ci­na, es­pa­ços ver­des e cam­pos de jo­gos e té­nis.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Portugal

© PressReader. All rights reserved.