So­nae Si­er­ra de­sen­vol­ve es­tra­té­gia de re­ci­cla­gem de ca­pi­tal

De pro­pri­e­tá­rio a aci­o­nis­ta mi­no­ri­tá­rio: uma ges­tão ati­va do por­te­fó­lio de re­ta­lho

Publico - Imobiliario - - Retalho -

Des­de 2008, a So­nae Si­er­ra tem vin­do a im­ple­men­tar uma es­tra­té­gia de re­ci­cla­gem de ca­pi­tal, que con­sis­te na ven­da, par­ci­al ou to­tal, dos seus ati­vos imo­bi­liá­ri­os, pri­mei­ro a ní­vel in­ter­na­ci­o­nal e pos­te­ri­or­men­te em Por­tu­gal. Es­ta es­tra­té­gia per­mi­te que “a em­pre­sa con­ti­nue a ino­var e a de­sen­vol­ver o seu ne­gó­cio, e a cri­ar va­lor pa­ra os seus aci­o­nis­tas e par­cei­ros”, re­fe­re.

Atu­al­men­te, a So­nae Si­er­ra ge­re e/ou co­mer­ci­a­li­za um to­tal de 74 cen­tros, dos quais 36 na Pe­nín­su­la Ibé­ri­ca (36 em Por­tu­gal e no­ve em Es­pa­nha).

A So­nae Si­er­ra con­ti­nua a ser um in­ves­ti­dor de re­fe­rên­cia, ao mes­mo tempo que re­for­ça a sua es­tru­tu­ra de ca­pi­tal e man­tém a ges­tão dos ati­vos. O su­ces­so das ven­das que têm vin­do a ser con­cre­ti­za­das “re­fle­te a qua­li­da­de dos seus ati­vos” e “a ca­pa­ci­da­de da em­pre­sa pa­ra im­ple­men­tar ati­va­men­te a sua es­tra­té­gia de re­ci­cla­gem de ca­pi­tal pa­ra rein­ves­ti­men­to em no­vos pro­je­tos”.

Re­no­var, ex­pan­dir, va­lo­ri­zar

En­tre 2015 e 2016, a So­nae Si­er­ra in­ves­tiu cer­ca de 147 mi­lhões de eu­ros em ex­pan­sões, re­no­va­ções e re­or­ga­ni­za­ção do layout de al­guns cen­tros im­por­tan­tes do seu por­te­fó­lio. De des­ta­car a re­no­va­ção to­tal do cen­tro Vas­co da Ga­ma, que re­pre­sen­ta um in­ves­ti­men­to de 12 mi­lhões de eu­ros e con­clu­são pre­vis­ta em 2017.

A re­no­va­ção to­tal do Cas­caiSho- pping re­pre­sen­ta um in­ves­ti­men­to de 13,7 mi­lhões que es­ta­rá con­cluí­do em 2017. A primeira fa­se, inau­gu­ra­da em maio, re­sul­tou na va­lo­ri­za­ção do fo­od-court atra­vés da cri­a­ção de um no­vo con­cei­to de res­tau­ra­ção, o Cas­cais Kit­chen, ins­pi­ra­do nas fei­ras e mer­ca­dos tra­di­ci­o­nais.

O Cas­cais Kit­chen trans­for­mou uma área de pas­sa­gem do cen­tro co­mer­ci­al “nu­ma zo­na di­nâ­mi­ca e ren­tá­vel”. Ape­sar de a área to­tal de ar­ren­da­men­to ter di­mi­nuí­do, “as ren­das por m2 au­men­ta­ram em cer­ca de 630% em com­pa­ra­ção com a con­fi­gu­ra­ção an­te­ri­or”.

Im­por­ta ain­da des­ta­car a ex­pan­são do Nor­teShop­ping, um in­ves­ti­men­to de 60 mi­lhões, com con­clu­são pre­vis­ta pa­ra 2018, que irá per­mi­tir am­pli­ar o cen­tro em mais 15.000 m2 de Área Bru­ta Lo­cá­vel; e a ex­pan­são do Cen­tro Co­lom­bo, que ain­da não te­ve iní­cio, mas vi­sa um au­men­to de 17.000 m2 de ABL. Tra­ta-se de um in­ves­ti­men­to de 47 mi­lhões de eu­ros.

Em 2011, o Lou­reShop­ping ini­ci­ou um pro­je­to pi­lo­to pa­ra re­du­zir o con­su­mo de água. Com o no­vo sis­te­ma, o lo­cal re­cu­pe­ra ago­ra água das su­as tor­res de ar­re­fe­ci­men­to e reu­ti­li­za a água da chu­va nas su­as ca­sas de ba­nho e tor­res de ar­re­fe­ci­men­to.

Por sua vez, o fun­do Ibe­ria Co­op, a par­ce­ria es­tra­té­gi­ca cri­a­da pe­la CBRE Glo­bal In­vest­ment Part­ners e pe­la So­nae Si­er­ra, inau­gu­rou es­te ano uma ex­pan­são no Al­gar­veShop­ping, com o ob­je­ti­vo de re­for­çar e me­lho­rar a sua oferta co­mer­ci­al. O in­ves­ti­men­to de cer­ca de 4,5 mi­lhões per­mi­tiu au­men­tar a área co­mer­ci­al em mais 1.500m2 e, em pa­ra­le­lo, re­mo­de­lar uma área co­mer­ci­al já exis­ten­te de 4.200 m2, pro­por­ci­o­nan­do a me­lho­ria e am­pli­a­ção de se­te lo­jas do seg­men­to de mo­da e per­fu­ma­ria.

DR

Cas­cais Kit­chen va­lo­ri­zou o fo­od-court com um no­vo con­cei­to de res­tau­ra­ção

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Portugal

© PressReader. All rights reserved.