Ha­bi­ta­ção de re­gres­so a ca­sa

Publico - Imobiliario - - Opinião - Luís Li­ma

Foi com bons olhos que vi o anún­cio da cri­a­ção de uma Se­cre­ta­ria de Es­ta­do da Ha­bi­ta­ção, fei­to pe­lo Pri­mei­ro-mi­nis­tro, An­tó­nio Costa, no de­ba­te do Es­ta­do da Na­ção. De­pois de vo­ta­da ao aban­do­no por mais de uma dé­ca­da, a pas­ta da Ha­bi­ta­ção vol­ta ago­ra a ter as­sen­to na com­po­si­ção go­ver­na­ti­va, num re­gres­so que só pos­so ver co­mo po­si­ti­vo e que de­mons­tra que o Go­ver­no es­tá pre­o­cu­pa­do com a ques­tão ha­bi­ta­ci­o­nal em Por­tu­gal.

E de­ve es­tar. So­bre­tu­do num pa­no­ra­ma co­mo o que ho­je vi­ve­mos, em que con­ti­nua a não exis­tir um mer­ca­do de ar­ren­da­men­to di­nâ­mi­co e em que se pra­ti­cam ren­das ab­so­lu­ta­men­te in­com­por­tá­veis pe­la gran­de mai­o­ria dos jo­vens e fa­mí­li­as por­tu­gue­sas. Do ou­tro la­do, tam­bém o mer­ca­do de com­pra e ven­da, não se apre­sen­ta mui­tas ve­zes co­mo so­lu­ção, ape­sar da re­to­ma a que as­sis­tiu nos úl­ti­mos qua­tro anos. Ora por­que as fa­mí­li­as não têm con­di­ções pa­ra ad­qui­rir ati­vos imo­bi­liá­ri­os, ora por­que es­te mer­ca­do es­tá ca­da vez es­tran­gu­la­do pe­la au­sên­cia de stock, que se ve­ri­fi­ca so­bre­tu­do nas mai­o­res ci­da­des do país.

A no­va Se­cre­tá­ria de Es­ta­do da Ha­bi­ta­ção, Ana Costa Pi­nho, tem por is­so um de­sa­fio im­por­tan­tís­si­mo em mãos, com di­ver­sas fren­tes de ba­ta­lha a que te­rá de dar res­pos­ta: apos­ta na re­a­bi­li­ta­ção ur­ba­na, re­gres­so da cons­tru­ção no­va em zo­nas on­de a pro­cu­ra ul­tra­pas­sa con­si­de­ra­vel­men­te a ofer­ta exis­ten­te, in­cen­ti­vo à ofer­ta de ha­bi­ta­ção aces­sí­vel a to­dos, a di­na­mi­za­ção do mer­ca­do de ar­ren­da­men­to urbano (e pa­ra is­so é ur­gen­te me­xer na fiscalidade. Ve­ja-se, por exem­plo, a pro­pos­ta de Fer­nan­do Me­di­na pa­ra o ar­ren­da­men­to de lon­ga du­ra­ção…), en­tre ou­tras.

Sei, por fon­tes pró­xi­mas, e tam­bém por­que eu pró­prio ti­ve opor­tu­ni­da­de de a co­nhe­cer e as­sis­tir ao seu de­sem­pe­nho nu­ma ses­são de “brains­tor­ming” so­bre a fu­tu­ra lei de ba­ses da ha­bi­ta­ção em que par­ti­ci­pei, que Ana Pi­nho es­tá pre­pa­ra­da pa­ra as­su­mir es­ta pas­ta, por ter for­ma­ção, ex­pe­ri­ên­cia, co­nhe­ci­men­to e es­tar fa­mi­li­a­ri­za­da com o sec­tor.

No en­tan­to, im­por­ta lem­brar que co­nhe­cer o sec­tor é tam­bém co­nhe­cer os seus ato­res e tra­ba­lhar com eles, pe­lo que a mi­nha sin­ce­ra ex­pe­ta­ti­va é de que a no­va Se­cre­tá­ria de Es­ta­do te­nha von­ta­de de ou­vir e de­ba­ter os as­sun­tos re­la­ti­vos ao mer­ca­do com as as­so­ci­a­ções que o re­pre­sen­tam, ten­tan­do sem­pre ge­rar os con­sen­sos ne­ces­sá­ri­os pa­ra to­mar de­ci­sões que se­jam as melhores pa­ra to­das as par­tes, e so­bre­tu­do pa­ra a so­ci­e­da­de ci­vil.

Há mui­to que o sec­tor aguar­da­va e rei­vin­di­ca­va o re­gres­so des­ta pas­ta ao pa­no­ra­ma Go­ver­na­ti­vo por­tu­guês, que, por ser tão com­ple­xa e com tan­tas di­vi­sões e, não po­dia nem de­ve­ria ter fi­ca­do dis­per­sa­da no meio de ou­tros te­mas. Fe­liz­men­te, o atu­al Go­ver­no deu ou­vi­dos a es­ta ne­ces­si­da­de, res­tan­do- nos ago­ra es­pe­rar pa­ra ver o im­pac­to que te­rá no fu­tu­ro ha­bi­ta­ci­o­nal do País.

O ca­mi­nho a per­cor­rer é lon­go e de­cer­to atri­bu­la­do, mas as ex­pe­ta­ti­vas são po­si­ti­vas. Da mi­nha par­te, en­quan­to Pre­si­den­te da APEMIP, só pos­so afir­mar que es­ta­mos, co­mo sem­pre es­ti­ve­mos, dis­pos­tos e dis­po­ní­veis a tra­ba­lhar com a Se­cre­ta­ria de Es­ta­do da Ha­bi­ta­ção, no sen­ti­do de dar o nos­so me­lhor con­tri­bu­to pa­ra o sec­tor e pa­ra as fa­mí­li­as por­tu­gue­sas.

Im­por­ta lem­brar que co­nhe­cer o sec­tor é tam­bém co­nhe­cer os seus ato­res e tra­ba­lhar com eles, pe­lo que a mi­nha sin­ce­ra ex­pe­ta­ti­va é de que a no­va Se­cre­tá­ria de Es­ta­do te­nha von­ta­de de ou­vir e de­ba­ter os as­sun­tos re­la­ti­vos ao mer­ca­do com as as­so­ci­a­ções que o re­pre­sen­tam

Pre­si­den­te da APEMIP luis­li­ma@apemip.pt

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Portugal

© PressReader. All rights reserved.