Alo­ja­men­to lo­cal de­ba­ti­do na pró­xi­ma ses­são le­gis­la­ti­va

Publico - Imobiliario - - Atualidade -

A dis­cus­são das pro­pos­tas de al­te­ra­ção ao re­gi­me ju­rí­di­co da ex­plo­ra­ção dos es­ta­be­le­ci­men­tos de alo­ja­men­to lo­cal te­rá lu­gar já na pró­xi­ma ses­são le­gis­la­ti­va, a par­tir de 15 de se­tem­bro.

No fi­nal de maio, dois de­pu­ta­dos do gru­po par­la­men­tar do PS apre­sen­ta­ram o Pro­je­to de Lei n.º 524/XIII, pro­pon­do al­te­rar o re­gi­me ju­rí­di­co do alo­ja­men­to lo­cal, apro­va­do pe­lo De­cre­to-Lei n.º 128/2014, de 29 de agos­to, no sen­ti­do de cla­ri­fi­car o re­gi­me de au­to­ri­za­ção de ex­plo­ra­ção de es­ta­be­le­ci­men­tos de alo­ja­men­to lo­cal. Es­ta pro­pos­ta pre­via que o ti­tu­lar de uma fra­ção au­tó­no­ma de pré­dio ur­ba­no des­ti­na­do a ha­bi­ta­ção fos­se obri­ga­do a ob­ter uma au­to­ri­za­ção pré­via da as­sem­bleia de con­dó­mi­nos pa­ra po­der exer­cer a ati­vi­da­de de alo­ja­men­to lo­cal nes­sa fra­ção.

Re­cor­de-se que foi aven­ta­da a hi­pó­te­se de es­te pro­je­to de lei nem se­quer ser agen­da­do pa­ra de­ba­te na As­sem­bleia da Re­pú­bli­ca. Nu­ma no­ta en­vi­a­da à Lu­sa, o gru­po par­la­men­tar do PS es­cla­re­ceu que “o pro­je­to de lei es­tá em dis­cus­são em co­mis­são” e que, “sen­do em­bo­ra uma ini­ci­a­ti­va subs­cri­ta por dois de­pu­ta­dos, a di­re­ção do gru­po par­la­men­tar do PS não so­li­ci­tou nem so­li­ci­ta­rá a sua re­ti­ra­da ou adi­a­men­to”.

As ini­ci­a­ti­vas le­gis­la­ti­vas ape­re­sen­ta­das pe­lo CDS vão no sen­ti­do de cla­ri­fi­car que “qual­quer opo­si­ção do con­do­mí­nio à ex­plo­ra­ção de es­ta­be­le­ci­men­tos de alo­ja­men­to lo­cal de­ve cons­tar do tí­tu­lo cons­ti­tu­ti­vo da pro­pri­e­da­de ho­ri­zon­tal, do re­gu­la­men­to de con­do­mí­nio nes­se tí­tu­lo even­tu­al­men­te con­ti­do ou em re­gu­la­men­to de con­do­mí­nio ou de­li­be­ra­ção da as­sem­bleia de con­dó­mi­nos apro­va­dos sem opo­si­ção e des­de que de­vi­da­men­te re­gis­ta­dos”.

Já o PCP pro­põe que a ex­plo­ra­ção de alo­ja­men­to lo­cal num pré­dio cons­ti­tuí­do em pro­pri­e­da­de ho­ri­zon­tal fi­que su­jei­ta a au­to­ri­za­ção pré­via dos res­tan­tes con­dó­mi­nos e, quan­do se in­se­rir num pré­dio em com­pro­pri­e­da­de, dos res­tan­tes com­pro­pri­e­tá­ri­os, su­jei­ta “a pré­via au­to­ri­za­ção mu­ni­ci­pal, atra­vés de li­cen­ci­a­men­to es­pe­cí­fi­co”.

Pro­põe tam­bém a subs­cri­ção obri­ga­tó­ria de um se­gu­ro mul­tir­ris­cos, por alo­ja­men­to lo­cal, e que os mu­ni­cí­pi­os pos­sam, atra­vés de re­gu­la­men­to mu­ni­ci­pal, de­fi­nir áre­as ter­ri­to­ri­ais com li­mi­tes ao nú­me­ro de es­ta­be­le­ci­men­tos de alo­ja­men­to lo­cal, até a um má­xi­mo de 30% de fra­ções por pré­dio e de 15% do mer­ca­do de ar­ren­da­men­to ha­bi­ta­ci­o­nal des­se ter­ri­tó­rio.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Portugal

© PressReader. All rights reserved.