Pro­gra­ma de ar­ren­da­men­to aces­sí­vel em mar­cha

Pro­pri­e­tá­ri­os co­lo­quem seus imó­veis no mer­ca­do de ar­ren­da­men­to a pre­ços mais bai­xos po­de­rão be­ne­fi­ci­ar da isen­ção de pa­ga­men­to so­bre ren­di­men­tos pre­di­ais

Publico - Imobiliario - - Atualidade - Fer­nan­da Cer­quei­ra

Os pro­pri­e­tá­ri­os que co­lo­quem os seus imó­veis no mer­ca­do de ar­ren­da­men­to ha­bi­ta­ci­o­nal de lon­ga du­ra­ção a pre­ços mais bai­xos po­dem ter isen­ção em se­de de Im­pos­to so­bre o ren­di­men­to das Pes­so­as Sin­gu­la­res (IRS) e a bai­xa de pelo me­nos 50% do Im­pos­to Mu­ni­ci­pal so­bre Imó­veis (IMI).

O Go­ver­no apro­vou o Pro­gra­ma de Ar­ren­da­men­to Aces­sí­vel, ins­cri­to no âm­bi­to da ‘No­va Ge­ra­ção de Po­lí­ti­cas de Ha­bi­ta­ção’, que pre­vê isen­ções fis­cais em se­de de im­pos­tos so­bre o ren­di­men­to e so­bre o pa­tri­mó­nio. As­sim, es­tá pre­vis­ta a isen­ção de pa­ga­men­to so­bre ren­di­men­tos pre­di­ais, atu­al­men­te à ta­xa de 28%, em se­de de IRS, e a bai­xa de pelo me­nos 50% do IMI, po­den­do che­gar à isen­ção to­tal, pa­ra os imó­veis dos se­nho­ri­os que adi­ram ao re­gi­me de ren­das aces­sí­veis.

O Go­ver­no apon­ta pa­ra uma re­du­ção de 20% do va­lor da ren­da com­pa­ra­ti­va­men­te ao va­lor de mer­ca­do, ad­mi­tin­do que em al­gu­mas au­tar­qui­as, on­de os pre­ços das ren­das sur­gem mais in­fla­ci­o­na­dos, pos­sam ser fi­xa­das por de­li­be­ra­ção das au­tar­qui­as re­du­ções mai­o­res ou ou­tras isen­ções. A fi­xa­ção da ren­da te­rá co­mo pa­drão, além da re­du­ção em re­la­ção ao va­lor do mer­ca­do, o prin­cí­pio de que ca­da in­qui­li­no de­ve pa­gar pe­la ren­da ape­nas 30% do seu ren­di­men­to.

Não obs­tan­te a au­to­no­mia das au­tar­qui­as, es­tá pre­vis­to o de­sen­vol­vi­men­to de um ín­di­ce pú­bli­co dos pre­ços mé­di­os de ren­das dis­po­ni­bi­li­za­do, anu­al­men­te, pelo Ins­ti­tu- to Na­ci­o­nal de Es­ta­tís­ti­ca (INE) que fun­ci­o­na­rá co­mo ín­di­ce de pre­ços re­fe­rên­cia. No âm­bi­to do Pro­gra­ma de Ar­ren­da­men­to Aces­sí­vel es­tá pre­vis­to ain­da o de­sen­vol­vi­men­to de um sis­te­ma de se­gu­ros que pro­te­ja os pro­pri­e­tá­ri­os em ca­so de da­nos nas ca­sas e fa­lhas no pa­ga­men­to das ren­das.

Três pi­la­res es­tra­té­gi­cos

A par da cri­a­ção e im­ple­men­ta­ção, até ao fi­nal do pri­mei­ro tri­mes­tre de 2018, do ‘Pro­gra­ma de Ar­ren­da­men­to Aces­sí­vel’, a es­tra­té­gia do Go­ver­no pa­ra a ha­bi­ta­ção cria o ‘Por­ta de En­tra­da-Pro­gra­ma de Apoio ao Alo­ja­men­to Ur­gen­te’, “pa­ra su­por­tar des­pe­sas afe­tas ao alo­ja­men­to ime­di­a­to de pes­so­as que se ve­jam pri­va­das, de for­ma tem­po­rá­ria ou de­fi­ni­ti­va, da sua ha­bi­ta­ção”.

Foi tam­bém apro­va­do o de­cre­to-lei que fal­ta­va pa­ra avan­çar com o anun­ci­a­do Fun­do Na­ci­o­nal de Re­a­bi­li­ta­ção do Edi­fi­ca­do (FNRE). O Conselho de Ministros apro­vou ain­da a re­so­lu­ção que de­ter­mi­na a re­a­li­za­ção do pro­je­to Re­a­bi­li­tar co­mo Re­gra, que vi­sa “a re­vi­são do en­qua­dra­men­to le­gal da cons­tru­ção de mo­do a adequá­lo às exi­gên­ci­as e es­pe­ci­fi­ci­da­des da re­a­bi­li­ta­ção de edi­fí­ci­os”.

DR

Di­plo­ma pre­vê isen­ção do IRS e bai­xa de 50% do IMI

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Portugal

© PressReader. All rights reserved.