Re­a­bi­li­ta­ção com agen­da di­ver­si­fi­ca­da até fi­nal da se­ma­na

Publico - Imobiliario - - Semana Da Reabilitação Urbana Do Porto -

Com a V edi­ção da Se­ma­na de Re­a­bi­li­ta­ção Ur­ba­na do Por­to em cur­so até ao pró­xi­mo sá­ba­do, a agen­da do imo­bi­liá­rio na­ci­o­nal con­ti­nua com os di­as chei­os, num con­jun­to de conferências e workshops que irão pre­en­cher as ati­vi­da­des no Pa­lá­cio da Bol­sa.

Des­de lo­go, o dia de ho­je ar­ran­ca com um debate em tor­no da in­clu­são so­ci­al e a no­va política de ha­bi­ta­ção, pro­pos­to pe­la Por­to Vi­vo SRU e a Vi­da Imo­bi­liá­ria. Nes­ta ses­são, dis­cu­tir-se-á a opor­tu­ni­da­de que a re­a­bi­li­ta­ção ur­ba­na cons­ti­tui pa­ra pro­mo­ver a in­clu­são so­ci­al. Uma no­va política de ha­bi­ta­ção vi­sa dar in­cen­ti­vos de mer­ca­do, pa­ra uma ca­ma­da mais alar­ga­da de po­pu­la­ção po­der ace­der ao ar­ren­da­men­to ha­bi­ta­ci­o­nal.

Da par­te da tar­de, de­ba­ter-se-á a re­a­bi­li­ta­ção cons­tru­ti­va e es­tru­tu­ral dos edi­fí­ci­os de be­tão ar­ma­do, nu­ma ses­são co­or­ga­ni­za­da pe­la Fa­cul­da­de de En­ge­nha­ria do Por­to, HILTI e Vi­da Imo­bi­liá­ria. Ao fi­nal da tar­de, a Se­cil pro­mo­ve um Workshop so­bre as so­lu­ções in­te­gra­das que pro­põe e o tes­te­mu­nho de par­cei­ros.

Edi­fí­ci­os sus­ten­tá­veis e ener­gia

A es­tra­té­gia pa­ra a no­va re­a­li­da­de ener­gé­ti­ca dos edi­fí­ci­os e a mo­bi­li­da­de abre os tra­ba­lhos no dia 9. A Or­dem dos En­ge­nhei­ros Téc­ni­cos pro­põe, em con­jun­to com a Vi­da Imo­bi­liá­ria, um debate que in­ci­de so­bre o de­sa­fio dos edi­fí­ci­os sus­ten­tá­veis. Co­mo va­mos cons­truir os edi­fí­ci­os ca­pa­zes de pro­du­zir ener­gia? Co­mo se­rão os edi­fí­ci­os de ama­nhã? Es­ta­re­mos pre­pa­ra­dos pa­ra a ele­tri­fi­ca­ção au­to­mó­vel?

Da par­te da tar­de, será pres­ta­do um con­tri­bu­to pa­ra o con­for­to e sus­ten­ta­bi­li­da­de na re­a­bi­li­ta­ção de edi­fí­ci­os, num conceito de­sig­na­do “Mul­ti-con­for­to”, pro­pos­to pe­la Saint-Go­bain. Es­ta pre­ten­de par­ti­lhar a sua ex­pe­ri­ên­cia e par­ce­ri­as no de­sen­vol­vi­men­to e apli­ca­ção de so­lu­ções ino­va­do­ras e pro­mo­to­ras de sus­ten­ta­bi­li­da­de à re­a­bi­li­ta­ção de edi­fí­ci­os, vi­san­do a me­lho­ria das con­di­ções de con­for­to e efi­ci­ên­cia ener­gé­ti­ca na sua uti­li­za­ção.

Na ma­nhã do dia 10 será de­ba­ti­do o pa­pel do re­ta­lho na re­a­bi­li­ta­ção ur­ba­na, nu­ma ses­são co­or­ga­ni­za­da pe­la Cush­man & Wa­ke­fi­eld e a Vi­da Imo­bi­liá­ria. Da par­te da tar­de, será ana­li­sa­do o en­qua­dra­men­to do alo­ja­men­to lo­cal na re­a­bi­li­ta­ção ur­ba­na, or­ga­ni­za­do pe­la CBRE, ne­o­tu­ris e Vi­da Imo­bi­liá­ria.

Di­a­ri­a­men­te, até ao dia 10, se­rão le­va­dos a ca­bo vá­ri­os workshops or­ga­ni­za­dos pe­la AICOPPN, no âm­bi­to do RU-IS / Re­a­bi­li­ta­ção ur­ba­na in­te­li­gen­te e sus­ten­tá­vel, com a co­or­de­na­ção de Vas­co Pei­xo­to de Frei­tas, da Fa­cul­da­de de En­ge­nha­ria do Por­to, no au­di­tó­rio do pi­so 2.

Re­cor­de-se que, na úl­ti­ma edi­ção, o cer­ta­me re­ce­beu a vi­si­ta de mais de 4500 pes­so­as, que par­ti­ci­pa­ram em cer­ca de 20 conferências, ter­tú­li­as, workshops e ex­po­si­ções com mais de 120 ora­do­res. Mais de 60 en­ti­da­des, en­tre em­pre­sas, uni­ver­si­da­des, or­dens pro­fis­si­o­nais e as­so­ci­a­ções, au­tar­qui­as e ou­tros or­ga­nis­mos pú­bli­cos, as­so­ci­a­ram­se na co­or­ga­ni­za­ção dos even­tos ân­co­ra da ini­ci­a­ti­va e na re­a­li­za­ção de ações de con­tac­to e mos­tra de so­lu­ções in­te­gra­das no es­pa­ço ex­po­si­ti­vo que com­ple­men­tou a agen­da. O cer­ta­me é or­ga­ni­za­do pe­la Vi­da Imo­bi­liá­ria e a Pro­me­vi, com o apoio da Câ­ma­ra Mu­ni­ci­pal do Por­to, da Por­to Vi­vo, SRU e da As­so­ci­a­ção Co­mer­ci­al do Por­to.

Ar­qui­brin­ca pa­ra os mais pe­que­nos

Des­ta­que tam­bém pa­ra a ex­po­si­ção dos pro­je­tos vencedores da edi­ção de 2017 do Pré­mio Na­ci­o­nal de Re­a­bi­li­ta­ção Ur­ba­na, que to­dos os anos dis­tin­gue as me­lho­res ini­ci­a­ti­vas de re­a­bi­li­ta­ção em Por­tu­gal e onde o Por­to se tem evi­den­ci­a­do. O pro­gra­ma ofi­ci­al en­cer­ra com o ate­li­er pa­ra cri­an­ças, Ar­qui­brin­ca, que con­vi­da os mais pe­que­nos a des­co­brir a ci­da­de In­vic­ta atra­vés da ar­qui­te­tu­ra, com lugar no sá­ba­do, dia 11, à tar­de.

Nes­ta ati­vi­da­de os par­ti­ci­pan­tes vão ser co­lo­ca­dos pe­ran­te di­ver­sos de­sa­fi­os pa­ra, em con­jun­to, cri­a­rem al­guns mo­de­los bi­di­men­si­o­nais ou tri­di­men­si­o­nais, com ba­se nos pla­nos apre­sen­ta­dos pe­los mo­ni­to­res, e usan­do a sua cri­a­ti­vi­da­de, en­tra­rem no mun­do da ar­qui­te­tu­ra e da re­a­bi­li­ta­ção atra­vés das su­as pró­pri­as re­fle­xões.

Os con­teú­dos in­clu­em ati­vi­da­des de equi­lí­brio e ca­pa­ci­ta­ção, tra­ba­lham a vi­su­a­li­za­ção a du­as e três di­men­sões do uti­li­za­dor, e pro­por­ci­o­nam de­sa­fi­os in­te­lec­tu­ais que es­ti­mu­lam as ca­pa­ci­da­des de co­or­de­na­ção, a memória, a so­ci­a­bi­li­da­de e a cri­a­ti­vi­da­de, uti­li­zan­do con­cei­tos ba­se de ma­te­má­ti­ca, ge­o­me­tria e fí­si­ca.

O Ar­qui­brin­ca pre­ten­de es­ti­mu­lar nas cri­an­ças o de­vi­do va­lor à ar­qui­te­tu­ra e par­ti­ci­pa­ção na cons­tru­ção do es­pa­ço pú­bli­co que ha­bi­ta, sen­tin­do o seu im­pac­to na sua qua­li­da­de de vi­da. Fo­ram já de­sen­vol­vi­das 24 ações dis­tin­tas, com a par­ti­ci­pa­ção de mais de 3000 cri­an­ças em mais de 220 ho­ras de ati­vi­da­des, sen­do es­ta­be­le­ci­das pa­ra o efei­to par­ce­ri­as com as mais di­ver­sas en­ti­da­des, pú­bli­cas e pri­va­das. As ati­vi­da­des são de três ti­pos: ca­ças ao te­sou­ro ar­qui­te­tó­ni­co, ofi­ci­nas de ar­qui­te­tu­ra e cons­tru­ção, di­na­mi­za­ção de jo­gos ar­qui­te­tó­ni­cos.

FO­TOS: DR

Pa­lá­cio da Bol­sa re­ce­be ati­vi­da­des da Se­ma­na da Re­a­bi­li­ta­ção Ur­ba­na do Por­to

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Portugal

© PressReader. All rights reserved.