Con­se­lhos prá­ti­cos

Publico - Imobiliario - - Soluções De Aquecimento -

- Uma tem­pe­ra­tu­ra de 20ºC é su­fi­ci­en­te pa­ra man­ter o con­for­to nu­ma ha­bi­ta­ção. Nos quar­tos a tem­pe­ra­tu­ra po­de va­ri­ar en­tre os 15ºC e os 17ºC.

- Li­gue o aque­ci­men­to só após ter are­ja­do a ca­sa e fe­cha­do as ja­ne­las.

- As vál­vu­las ter­mos­tá­ti­cas em ra­di­a­do­res e os ter­mos­ta­tos pro­gra­má­veis são so­lu­ções prá­ti­cas, fá­ceis de ins­ta­lar e que po­dem amor­ti­zar ra­pi­da­men­te o in­ves­ti­men­to re­a­li­za­do atra­vés de im­por­tan­tes pou­pan­ças de ener­gia (en­tre 8% e 13%).

- Se se au­sen­tar por umas ho­ras, re­du­za a po­si­ção do ter­mos­ta­to pa­ra os 15ºC (o mo­do de “eco­no­mia” de al­guns mo­de­los cor­res­pon­de a es­ta tem­pe­ra­tu­ra).

- Não es­pe­re que os apa­re­lhos se de­gra­dem. Uma ma­nu­ten­ção ade­qua­da da cal­dei­ra in­di­vi­du­al pou­par-lhe-á até 15% em ener­gia.

- No ca­so dos ra­di­a­do­res a água, o ar que pos­sam con­ter no seu in­te­ri­or di­fi­cul­ta a trans­mis­são de ca­lor da água quen­te pa­ra o ex­te­ri­or. É con­ve­ni­en­te pur­gar es­te ar, pe­lo me­nos uma vez por ano, no iní­cio da uti­li­za­ção. No mo­men­to em que dei­xe de sair ar e pas­se ape­nas a sair água, a pur­ga es­ta­rá fei­ta.

- Não cu­bra os ra­di­a­do­res nem en­cos­te ne­nhum ob­je­to, pois di­fi­cul­ta­rá a ade­qua­da di­fu­são do ar quen­te.

- Pa­ra ven­ti­lar com­ple­ta­men­te uma ha­bi­ta­ção é su­fi­ci­en­te abrir as ja­ne­las por um pe­río­do de dez mi­nu­tos. Não é ne­ces­sá­rio mais tem­po pa­ra a re­no­va­ção do ar.

- Fe­che as per­si­a­nas e cor­ti­nas du­ran­te a noi­te pa­ra evi­tar per­das de ca­lor sig­ni­fi­ca­ti­vas.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Portugal

© PressReader. All rights reserved.