15 no­vas cri­as nos pri­mei­ros três me­ses do ano em Por­tu­gal e go­ver­no vai co­brar IRS ao lin­ces ibé­ri­cos

Publico - Inimigo - - O INIMIGO PÚBLICO -

Se­gun­do o Ins­ti­tu­to de Con­ser­va­ção da Na­tu­re­za e das Flo­res­tas, nos pri­mei­ros três me­ses do ano nas­ce­ram 15 cri­as de lin­ce-ibé­ri­co em Por­tu­gal, me­nos qua­tro que em to­do o ano de 2016 e mais cin­co que na to­ta­li­da­de de 2015. O go­ver­no es­tá aten­to ao cres­ci­men­to ace­le­ra­do da po­pu­la­ção des­te fe­li­no e já an­da de olho. “Es- tes bi­chos es­ta­vam ame­a­ça­dos de ex­tin­ção e não sei quê, mas is­so ago­ra aca­bou. A par­tir de ago­ra, se­rão con­si­de­ra­dos con­tri­buin­tes co­mo os ou­tros. Vão ser obri­ga­dos a abrir ac­ti­vi­da­de nas Fi­nan­ças, pa­gar IRS, Se­gu­ran­ça So­ci­al, IVA, ta­xa mu­ni­ci­pal de pro­tec­ção ci­vil, con­tri­bui­ção au­di­o­vi­su­al e IMI. Não são só as pes­so­as, o lin­ce-ibé­ri­co tam­bém vai ter de aju­dar a pa­gar o No­vo Ban­co”, anun­ci­ou Cen­te­no. JH

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Portugal

© PressReader. All rights reserved.