Mar­ce­lo exi­ge que se apu­re ‘tu­do, mas tu­do é tu­do’ so­bre o ca­so dos e-mails do Ben ca an­tes de ir de fé­ri­as

Publico - Inimigo - - ARTE OCULTA - VE

Mar­ce­lo quer sa­ber “tu­do, mas tu­do é tu­do” so­bre o gran­de ca­so que es­tá a afec­tar a po­pu­la­ri­da­de do Go­ver­no: os e-mails do Ben­fi­ca. Mar­ce­lo Re­be­lo de Sou­sa con­si­de­ra que as acu­sa­ções do di­rec­tor de co­mu­ni­ca­ção do FC Por­to ao Ben­fi­ca po­dem afec­tar os de­cla­ra­dos ben­fi­quis­tas An­tó­nio Cos­ta e Má­rio Cen­te­no, pe­lo que exi­ge o apu­ra­men­to de “to­da a ver­da­de, mas to­da é to­da que é di­fe­ren­te de ne­nhu­ma e que é ver­da­de to­da di­fe­ren­te de men­ti­ra al­gu­ma” so­bre o ca­so, em de­tri­men­to de as­sun­tos me­no­res com que a co­mu­ni­ca­ção so­ci­al não se de­ve ra­lar, co­mo “o au­men­to­zi­to” da dí­vi­da pú­bli­ca e “o in­ci­den­te ali pa­ra os la­dos do Cen­tro do país”. Mar­ce­lo tam­bém quer ir ama­nhã ao Bar­rei­ro be­ber “uma gin­ji­nha to­da, mas to­da é to­da e de pe­nál­ti”.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Portugal

© PressReader. All rights reserved.