Ca­ta­ri­na Mar­tins do ‘Que ve­nha a chu­va. Bom dia’ con­si­de­ra que di­mi­nui­ção da tem­pe­ra­tu­ra es­ta se­ma­na foi uma re­for­ma es­tru­tu­ral

Publico - Inimigo - - O INIMIGO PÚBLICO - VE

Ca­ta­ri­na Mar­tins, cu­ja úni­ca re­ac­ção pu­bli­ca du­ran­te os fo­gos de Pe­dro­gão Gran­de foi twit­tar “Que ve­nha a chu­va. Boa noi­te” afir­mou ao IP que con­si­de­ra a bai­xa de tem­pe­ra­tu­ras des­ta se­ma­na uma ver­da­dei­ra re­for­ma es­tru­tu­ral. “A fun­ção po­lí­ti­ca do Blo­co é de­se­jar al­te­ra­ções cli­má­ti­cas e, co­mo tal, o ven­ti­nho frio e os chu­vis­cos des­ta se­ma­na são uma con­sequên­cia da apos­ta po­lí­ti­ca do nos­so par­ti­do”, ex­pli­cou a “co­or­de­na­do­ra” do BE, cri­ti­can­do ain­da Pas­sos Co­e­lho por, du­ran­te a es­ta­dia da “troi­ka” em Por­tu­gal, ter fei­to mui­to ca­lor, “mes­mo à noi­te, quan­do não cor­ria uma bri­sa”. Já Jo­sé So­ei­ro, o “trei­na­dor ad­jun­to” do BE dis­se nas re­des so­ci­ais, on­de é mui­to ac­ti­vo, “Que caia gra­ni­zo. Boa cov­fe­fe”.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Portugal

© PressReader. All rights reserved.