Hor­ta Osó­rio diz que cré­di­to mal­pa­ra­do e fal­ta de es­ti­lo são os prin­ci­pais pro­ble­mas da ban­ca por­tu­gue­sa

Publico - Inimigo - - O INIMIGO PÚBLICO - VE

O pin­ta­ro­las Hor­ta Osó­rio deu uma entrevista na qu­al aler­tou que o prin­ci­pal pro­ble­ma da ban­ca por­tu­gue­sa é o cré­di­to mal­pa­ra­do, mas não tão gra­ve co­mo a fal­ta de es­ti­lo. Hor­ta Osó­rio, en­quan­to pen­te­a­va o cabelo, aler­tou que o no­vo pre­si­den­te da CGD de­via usar ócu­los es­cu­ros to­dos os di­as e ves­tir rou­pas mais lar­gas, a rman­do ain­da que o gran­de pro­ble­ma do BES foi ape­nas Jo­sé Ma­ria Ric­ci­ar­di usar bo­tões de pu­nho e fa­tos de ma­ri­nhei­ro à Je­an-Paul Gaul­ti­er, en­quan­to Ri­car­do Sal­ga­do pen­te­a­va-se co­mo se es­ti­ves­se nos anos 70 e nem se­quer fre­quen­ta­va um so­lá­rio. Hor­ta Osó­rio foi ain­da cha­ma­do a pe­ro­rar so­bre o es­cân­da­lo da EDP mas, quan­do se lem­brou do pen­te­a­do do João Man­so Ne­to, sen­tiu-se mal, vo­mi­tou e te­ve de ser hos­pi­ta­li­za­do com mais uma de­pres­são.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Portugal

© PressReader. All rights reserved.