Pedro Pas­sos Co­e­lho vai ser CEO da Yu­pi­do

Publico - Inimigo - - REGIONALIZAÇÃO -

Pas­sos Co­e­lho ba­teu com a por­ta e decidiu aban­do­nar a liderança do PSD, mas re­co­nhe­ceu que não é fá­cil a um ex-pri­mei­ro-mi­nis­tro en­con­trar em­pre­gos. Po­rém, o IP sa­be que Pas­sos Co­e­lho já acer­tou tu­do com a Yu­pi­do pa­ra ser o no­vo CEO da em­pre­sa tec­no­ló­gi­ca con­si­de­ra­da um “uni­cór­nio” por Wall Stre­et e um “or­ni­tor­rin­co” pelo Pa­che­co Pereira. Pas­sos Co­e­lho ana­li­sou o ca­pi­tal so­ci­al da em­pre­sa, ava­li­a­do em 3 tri­liões de dó­la­res, e con­cluiu que a Yu­pi­do está a vi­ver aci­ma das suas pos­si­bi­li­da­des, ten­do de­ci­di­do en­ce­tar uma es­tra­té­gia de con­so­li­da­ção or­ça­men­tal e aus­te­ri­da­de que vi­sa, até 2018, re­du­zir o ca­pi­tal so­ci­al da em­pre­sa pa­ra va­lo­res se­me­lhan­tes ao ca­pi­tal so­ci­al da Tec­no­for­ma, ou se­ja, na­da. Pas­sos Co­e­lho vai acu­mu­lar fun­ções na Yu­pi­do com ou­tro de­sa o pro ssi­o­nal, com a ge­rên­cia do res­tau­ran­te Ma­de In Cor­re­ei­ros que dei­xa­rá de ser­vir clientes que vi­vem aci­ma das suas pos­si­bi­li­da­des e pas­sa­rá a ser­vir mi­ni-pra­tos de sal­ga­dos com ar­roz ao bal­cão por uns mó­di­cos 5 euros mas IVA e ca­fé à par­te. VE

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Portugal

© PressReader. All rights reserved.