Avan­ço de San­ta­na obri­ga IP a des­con­ge­lar jor­na­lis­tas em so­no cri­o­gé­ni­co des­de o go­ver­no de­le em 2005

Publico - Inimigo - - RODAGEM AUTOMÓVEL - MB

De re­pen­te, o IP re­gres­sou aos seus pri­mór­di­os: Só­cra­tes é a gran­de no­tí­cia, San­ta­na es­tá de vol­ta e há um ban­co mal ge­ri­do a ser re­ca­pi­ta­li­za­do pelo Es­ta­do. Qual Marty McFly, o di­rec­tor Nu­nes viu-se obri­ga­do a ir à ar­re­ca­da­ção da So­nae na Maia, on­de de­ze­nas de re­pór­te­res IP es­tão em so­no cri­o­gé­ni­co há uma dé­ca­da, en­fi­ou-os a todos nu­ma Va­net­te e foi di­rei­to a uma la­van­da­ria self-ser­vi­ce des­con­ge­lá-los. “Ti­ve­mos de ir bus­car know-how san­ta­nis­ta. Só esta mal­ta mais an­ti­ga, a Wi­ki­pé­dia e os en­fer­mei­ros de ne­o­na­to­lo­gia de ser­vi­ço às in­cu­ba­do­ras da Al­fre­do da Cos­ta, é que se lem­bra do que era o San­ta­na. Até o David Di­nis nos li­gou a per­gun­tar ‘Es­te San­ta­na que apa­re­ceu aí con­tra o Rio é quem? En­trou nos Mo­ran­gos?’”, ex­pli­cou Nu­nes, o di­rec­tor.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Portugal

© PressReader. All rights reserved.