Cri­a­da star­tup que vai ser in­cu­ba­do­ra de in­cu­ba­do­ras de in­cu­ba­do­ras de star­tups

Publico - Inimigo - - O INIMIGO PÚBLICO -

É im­pres­si­o­nan­te co­mo um país mi­nús­cu­lo, en­di­vi­da­do e com uma eco­no­mia com pro­ble­mas es­tru­tu­rais gra­ves pa­re­ce que se tor­nou a ca­pi­tal mun­di­al do em­pre­en­de­do­ris­mo. As pes­so­as que an­dam nis­to das star­tups em Por­tu­gal há mais de 3 anos já se can­sa­ram de ga­nhar tu­do o que ha­via pa­ra ga­nhar e ago­ra que­rem acal­mar o rit­mo e pas­sar os seus en­si­na­men­tos aos mais no­vos. “Ter star­tups é mui­to can­sa­ti­vo. É pre­ci­so cri­ar o pit­ch, ter reu­niões com in­ves­ti­do­res, gas­tar tu­do, fa­lir e começar tu­do de no­vo. Já ti­ve in­cu­ba­do­ras de star­tups, mas eu ago­ra pre­ci­sa­va de ter um no­vo de­sa o e de­ci­di cri­ar um no­vo pro­jec­to. É uma star­tup que vai ser uma in­cu­ba­do­ra de in­cu­ba­do­ras de in­cu­ba­do­ras de star­tups. Não te­nho des­pe­sas. Ho­rá­rio le­ve, co só a co­or­de­nar as coi­sas. Re­ce­bo uns sub­sí­di­os do Es­ta­do e fa­ço o bo­ne­co quan­do for pre­ci­so. De­pois dis­to que­ro al­go ain­da mais am­bi­ci­o­so que nun­ca nin­guém con­se­guiu: uma star­tup que vai ser uma in­cu­ba­do­ra de in­cu­ba­do­ras de in­cu­ba­do­ras de in­cu­ba­do­ras de in­cu­ba­do­ras de in­cu­ba­do­ras de in­cu­ba­do­ras de star­tups. Ge­ni­al”, re­ve­lou o em­pre­en­de­dor. JH

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Portugal

© PressReader. All rights reserved.