De­zas­se­te ci­da­des eu­ro­pei­as jun­tam-se pa­ra ver um fil­me nos 25 anos da que­da do Mu­ro de Ber­lim

Publico - Ipsilon - - Sumário -

O CPH:DOX — Fes­ti­val In­ter­na­ci­o­nal de Do­cu­men­tá­rio de Co­pe­nha­ga — abre na pró­xi­ma quar­ta-fei­ra, dia 5, com a exi­bi­ção de 1989, do ci­ne­as­ta di­na­marquês An­ders Øs­ter­ga­ard, um fil­me que re­cua ao Ve­rão de 1989, quan­do o en­tão re­cém-em­pos­sa­do pri­mei­ro­mi­nis­tro hún­ga­ro Mi­klós Né­meth de­ci­diu abrir du­ran­te al­guns di­as a fron­tei­ra com a Áus­tria, pon­do em mo­vi­men­to uma ava­lan­cha que al­guns me­ses de­pois fa­ria ruir o Mu­ro de Ber­lim e apres­sa­ria o co­lap­so do blo­co so­vié­ti­co. Jus­ta­men­te pa­ra as­si­na­lar o 25.º ani­ver­sá­rio da que­da do Mu­ro de Ber­lim, o CPH:DOX de­ci­diu trans­for­mar a exi­bi­ção de 1989 num acon­te­ci­men­to à es­ca­la eu­ro­peia. Atra­vés de par­ce­ri­as com fes­ti­vais e ins­ti­tui­ções de di­fe­ren­tes paí­ses, o do­cu­men­tá­rio de Øs­ter­ga­ard vai ser si­mul­ta­ne­a­men­te mos­tra­do, na pró­xi­ma quar­ta-fei­ra, em 17 ci­da­des, in­cluin­do o Por­to, on­de se­rá pro­jec­ta­do a par­tir das 19h (com le­gen­das em in­glês) na Biblioteca Mu­ni­ci­pal Al­mei­da Gar­rett, nu­ma ses­são especial do Por­to/Post/Doc. A ses­são co­me­ça meia ho­ra an­tes, às 18h30, com uma apre­sen­ta­ção do fes­ti­val Por­to/Post/Doc pe­lo seu di­rec­tor, Da­rio Oliveira, e pros­se­gue após a exi­bi­ção do fil­me com a trans­mis­são em di­rec­to, a par­tir de Co­pe­nha­ga, da ses­são do CPH:DOX, na qual es­ta­rá pre­sen­te o próprio Mi­klós Né­meth pa­ra dis­cu­tir os acon­te­ci­men­tos his­tó­ri­cos re­tra­ta­dos no fil­me. An­ders Øs­ter­ga­ard, cu­jo do­cu­men­tá­rio an­te­ri­or, Bur­ma VJ (2009), so­bre o le­van­ta­men­to de 2007 con­tra a jun­ta mi­li­tar que en­tão go­ver­na­va a Bir­mâ­nia, foi no­me­a­do pa­ra um Ós­car, ex­plo­ra no­vos ca­mi­nhos nes­te 1989, com­bi­nan­do ima­gens his­tó­ri­cas e uma ex­ten­sa re­co­lha de tes­te­mu­nhos e diá­lo­gos re­cri­a­dos por ac­to­res, mas ape­nas na ban­da so­no­ra. Os cor­pos que ve­mos são os dos ver­da­dei­ros pro­ta­go­nis­tas, em ima­gens de ar­qui­vo, o que im­pli­cou um la­bo­ri­o­so trabalho de sin­cro­ni­za­ção. O fil­me re­cria as in­ten­sas dis­cus­sões à por­ta fe­cha­da que as li­de­ran­ças dos vá­ri­os paí­ses do Blo­co de Les­te man­ti­ve­ram nes­ses me­ses cru­ci­ais, mas cen­tra a nar­ra­ti­va nos tes­te­mu­nhos de dois pro­ta­go­nis­tas: o jo­vem pri­mei­ro­mi­nis­tro hún­ga­ro e Gun­du­la Scha­fi­tel, uma ale­mã de Les­te cu­jo ma­ri­do, o ar­qui­tec­to Kurt-Wer­ner Schulz, é con­si­de­ra­do a úl­ti­ma ví­ti­ma da Gu­er­ra Fria. O ca­sal par­tiu pa­ra a Hun­gria a 19 de Agosto, de­ci­di­do a apro­vei­tar es­sa bre­cha pro­vi­so­ri­a­men­te aber­ta na Cor­ti­na de Fer­ro. Quan­do che­gou, a fron­tei­ra já es­ta­va de no­vo fe­cha­da, mas Schulz não con­se­guiu es­pe­rar, ten­tou a sor­te e foi aba­ti­do a ti­ro. Uma tra­gé­dia que co­mo­veu Né­meth e con­tri­buiu pa­ra que es­te se de­ci­dis­se a re­a­brir a fron­tei­ra, ago­ra a tí­tu­lo per­ma­nen­te. A ses­são ter­mi­na­rá com um de­ba­te so­bre a Eu­ro­pa, que o Por­to tam­bém po­de­rá acom­pa­nhar em di­rec­to. Par­ti­ci­pam o in­ves­ti­ga­dor ame­ri­ca­no Je­remy Rif­kin, pe­ri­to nos im­pac­tos da re­vo­lu­ção ci­en­tí­fi­ca e tec­no­ló­gi­ca, a jor­na­lis­ta, eco­no­mis­ta e po­li­tó­lo­ga ita­li­a­na Lo­ret­ta Napoleoni, es­pe­ci­a­lis­ta nos sis­te­mas de fi­nan­ci­a­men­to do ter­ro­ris­mo in­ter­na­ci­o­nal, e o ex-pri­mei­ro­mi­nis­tro di­na­marquês Poul Ny­rup Ras­mus­sen, ac­tu­al lí­der do gru­po so­ci­a­lis­ta no Par­la­men­to Eu­ro­peu. Luís Miguel Queirós

1989 cen­tra-se no en­tão pri­mei­ro-mi­nis­tro hún­ga­ro Mi­klós Né­meth

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Portugal

© PressReader. All rights reserved.