120 Bat­te­ments Par Mi­nu­te: a luta con­tra a SIDA na Pa­ris dos anos 1990

Publico - Ipsilon - - Sumário -

Robin Cam­pil­lo vi­veu o iní­cio dos anos 1990 em Pa­ris. De­ci­diu en­trar no ac­ti­vis­mo da luta con­tra a SIDA ao fa­zer par­te da de­le­ga­ção pa­ri­si­en­se do gru­po ACT UP. Foi uma ta­re­fa in­gló­ria, que não lhe deu a ele nem aos seus pa­res ou lí­de­res qual­quer ti­po de fa­ma, pro­vei­to ou com­pen­sa­ção mo­ne­tá­ria, mui­to me­nos foi re­co­nhe­ci­do ofi­ci­al­men­te. Mas, mes­mo que se te­nha man­ti­do à mar­gem da so­ci­e­da­de, era ne­ces­sá­rio: o go­ver­no não es­ta­va a fa­zer na­da pa­ra pre­ve­nir o alas­trar do HIV, e um gru­po de jo­vens des­te­mi­dos de­ci­diu to­mar a jus­ti­ça nas pró­pri­as mãos. É es­sa ex­pe­ri­ên­cia e ur­gên­cia, e uma ten­ta­ti­va de dar al­gu­ma jus­ti­ça tan­to àque­les que mor­re­ram quan­to aos so­bre­vi­ven­tes, que ser­viu de pon­to de par­ti­da pa­ra a ter­cei­ra longa-me­tra­gem de Cam­pil­lo co­mo re­a­li­za­dor — co­mo ar­gu­men­tis­ta fez mui­tas mais,

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Portugal

© PressReader. All rights reserved.