Asghar Farha­di ru­ma a Ma­drid

Publico - Ipsilon - - Sumário -

Me­ses de­pois de não ter ido à ce­ri­mó­nia de en­tre­ga dos Ós­ca­res des­te ano, em pro­tes­to con­tra as po­lí­ti­cas de res­tri­ções às vi­a­gens im­pos­tas pe­lo go­ver­no de Do­nald Trump, on­de o seu O Ven­de­dor ga­nhou o ga­lar­dão de Me­lhor Fil­me Es­tran­gei­ro - o seu se­gun­do, após Uma Se­pa­ra­ção -, Asghar Farha­di ru­mou em Agos­to até Ma­drid pa­ra ro­dar o seu no­vo fil­me, To­dos Lo Sa­ben, fa­la­do em es­pa­nhol. É, co­mo se­ria de es­pe­rar vin­do de quem vem, um dra­ma fa­mi­li­ar, mas é tam­bém um th­ril­ler psi­co­ló­gi­co so­bre uma mu­lher es­pa­nho­la que emi­grou pa­ra Bu­e­nos Ai­res e re­gres­sa à sua ci­da­de na­tal per­to da ca­pi­tal es­pa­nho­la pa­ra le­var o ma­ri­do ar­gen­ti­no e os fi­lhos a uma ce­le­bra­ção fa­mi­li­ar. Mas uma ra­pa­ri­ga é rap­ta­da e is­so faz com que os até en­tão bem guar­da­dos se­gre­dos da fa­mí­lia ve­nham à to­na de uma for­ma dra­má­ti­ca, co­mo é apa­ná­gio dos fil­mes de Farha­di. Ale­xan­dre Mal­let-Guy, o pro­du­tor fran­cês que já ti­nha tra­ba­lha­do an­tes com Farha­di em O Pas­sa­do e O Ven­de­dor, dis­se, em de­cla­ra­ções à re­vis­ta ca­na­di­a­na Scre­en In­ter­na­ti­o­nal, que es­te é o fil­me mais co­mer­ci­al do re­a­li­za­dor até à da­ta. O elen­co pa­re­ce con­fir­mar is­so: Pe­né­lo­pe Cruz faz de Carolina, a tal mu­lher, e o elen­co in­clui tam­bém o seu ma­ri­do na vi­da re­al, Ja­vi­er Bar­dem, e o ac­tor ar­gen­ti­no Ri­car­do Da­rin, o pro­ta­go­nis­ta de O Se­gre­do dos Seus Olhos, de Ju­an Jo­sé Cam­pa­nel­la. A his­tó­ria já tem uns tem­pos. Co­me­çou a ser es­cri­ta an­tes de O Ven­de­dor e a ro­da­gem era pa­ra ter co­me­ça­do bem an­tes. Mas em 2015 o au­tor de­ci­diu, mes­mo após já ter es­co­lhi­do ce­ná­ri­os, vol­tar ao Irão pa­ra fa­zer pri­mei­ro es­se fil­me. O guião foi es­cri­to em far­si, a lín­gua-mãe de Farha­di, e de­o­pis tra­du­zi­do pa­ra es­pa­nhol. A ideia ori­gi­anl era ter si­do co-pro­du­zi­do pe­la El De­seo, a pro­du­to­ra de Agus­tín e Pe­dro Al­mo­dó­var, mas tal aca­bou por não acon­te­cer. Se­rá, na mes­ma, uma pro­du­ção fran­co-ita­li­a­na­es­pa­nho­la. Não é a pri­mei­ra vez que Farha­di ro­da fo­ra do seu Irão na­tal: em 2013, o au­tor fil­mou O Pas­sa­do em Pa­ris, uma co-pro­du­ção en­tre o seu país, França e Itá­lia, que é fa­la­da em fran­cês e far­si. Com a pre­sen­ça em Es­pa­nha, Farha­di tem aces­so a co­la­bo­ra­do­res lo­cais com pro­vas da­das, não só em ter­mos de ac­to­res, mas tam­bém na equi­pa téc­ni­ca. En­tre eles con­tam-se Jo­sé Luis Al­cai­ne, vá­ri­as ve­zes no­me­a­do e ven­ce­dor de pré­mi­os Goya que tra­ba­lhou com Al­mo­dó­var em fil­mes co­mo Má Edu­ca­ção ou Ata-me!, e no­mes co­mo An­to­nio Gi­mé­nezRi­co, Fran­cis­co Re­guei­ro, Car­los Sau­ra ou até o por­tu­guês Jor­ge Sil­va Me­lo, com quem fez An­tó­nio, um Ra­paz de Lis­boa em 2002, ou a fi­gu­ri­nis­ta So­nia Gran­de, que co­la­bo­rou com Al­mo­dó­var, Wo­ody Al­len, Ale­jan­dro Ame­ná­bar e Fer­nan­do Tru­e­ba. Ro­dri­go No­guei­ra Asghar Farha­di ro­da o seu no­vo fil­me, fa­la­do em es­pa­nhol

To­dos Lo Sa­ben,

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Portugal

© PressReader. All rights reserved.