Mi­cah P. Hin­son res­pi­ra atra­vés das can­ções

Publico - Ipsilon - - Sumário - Gon­ça­lo Fro­ta

PMais um be­lo ca­pí­tu­lo na dis­co­gra­fia de um mú­si­co que pa­re­ce atrair as mi­sé­ri­as do mun­do e com elas con­vi­ver na per­fei­ção. Pre­sents the Holy Stran­gers é a ópe­ra folk mo­der­na de Mi­cah P. Hin­son.

re­sents the Holy Stran­gers, o no­vo dis­co do es­cre­vi­nha­dor de can­ções nor­te­a­me­ri­ca­no Mi­cah P. Hin­son, é um dis­co à an­ti­ga. Não só por­que pen­sa­do co­mo ál­bum, con­tan­do a his­tó­ria de uma fa­mí­lia que se des­ve­la du­ran­te um pe­río­do de gu­er­ra, mas por­que es­sa mes­ma pro­pos­ta nar­ra­ti­va exi­ge um tem­po de es­cu­ta e de con­cen­tra­ção nos de­ta­lhes ne­ga­do pe­lo fré­mi­to das 24 ho­ras das vi­das con­tem­po­râ­ne­as — di­vi­di­das en­tre o cons­tan­te scroll da in­ter­net, as obri­ga­tó­ri­as re­fei­ções de olho em qual­quer um dos mui­tos ecrãs, as sé­ri­es de TV em bar­da a se­rem des­pe­ja­das em qual­quer sa­la de es­tar, a dis­per­são dos sen­ti­dos a ser con­vo­ca­da a ca­da se­gun­do e com or­dem pa­ra des­can­so ape­nas na che­ga­da à ca­ma.

É tam­bém um dis­co à an­ti­ga por­que o mú­si­co tra­ba­lhou em fi­ta, com te­cla­dos ana­ló­gi­cos, ve­lhas me­sas de mis­tu­ra e só na ul­ti­mís­si­ma eta­pa do pro­ces­so de gra­va­ção dei­xou que o di­gi­tal en­tras­se em ce­na pa­ra dar uma aju­da na pré-mas­te­ri­za­ção.

O que va­le é que Hin­son sa­be da po­da o su­fi­ci­en­te pa­ra não es­pe­rar uma ade­são em mas­sa à sua “ópe­ra folk mo­der­na”, co­mo lhe cha­ma, pu­bli­ca­da jun­to com um li­vro que por­me­no­ri­za de­vi­da­men­te a his­tó­ria dos Holy Stran­gers. E Hin­son sa­be da po­da tam­bém o su­fi­ci­en­te pa­ra que a his­tó­ria que quer con­tar não ma­te o dis­co nem ca­da can­ção. Ou se­ja, The gre­at voice, The dar­ling, The war ou Co­me by he­re não dei­xa­rão de ser gran­des can­ções se apa­nha­das so­zi­nhas e des­pre­ve­ni­das nu­ma qual­quer es­qui­na do dia, sem o res­to do con­tex­to a am­pa­rar-lhe as in­ten­ções.

Pre­sents the Holy Stran­gers ro-

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Portugal

© PressReader. All rights reserved.