Her­ber­to Hel­der cronista

Publico - Ipsilon - - Sumário -

A re­ve­la­ção de um ou­tro Her­ber­to Hel­der, o cronista. A sua ri­go­ro­sa aten­ção ao re­al cir­cun­dan­te nun­ca de­sis­te de in­ven­tar mun­dos. Hu­go Pin­to dos San­tos

Em Mi­nús­cu­las

Her­ber­to Hel­der

(Org. e se­lecç. Da­ni­el Oli­vei­ra, Di­a­na Pi­men­tel, Raquel Gon­çal­ves) Por­to Edi­to­ra As cró­ni­cas es­tão pa­ra Her­ber­to Hel­der co­mo as cartas es­tão pa­ra Ca­mões. Em qual­quer dos po­e­tas se­rá la­te­ral este seg­men­to da sua mag­na produção; no en­tan­to, não dei­xa de ser pos­sí­vel en­con­trar vis­lum­bres da vi­da on­de faís­ca o

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Portugal

© PressReader. All rights reserved.