Es­te san­to não con­ver­te nin­guém

Publico - Ipsilon - - Sumário -

Opu­lên­cia de mei­os ao serviço do Bis­po Edir Ma­ce­do, fun­da­dor da Igre­ja Uni­ver­sal do Rei­no de Deus Luís Mi­guel Oli­vei­ra

Na­da a Per­der

De Alexand­re Avancini Com Petrônio Gontijo, Day Mes­qui­ta, Beth Gou­lart Es­tra­nhís­si­mo ob­jec­to, es­te, um bi­o­pic apo­lo­gé­ti­co, pa­ra não di­zer ha­gi­o­grá­fi­co, do Bis­po

Edir Ma­ce­do, fun­da­dor da Igre­ja Uni­ver­sal do Rei­no de Deus – que é tam­bém pro­du­tor do fil­me, por via da Re­cord Fil­mes, sub­si­diá­ria da TV Re­cord de que é pro­pri­e­tá­rio. Au­to- glo­ri­fi­ca­ção por in­ter­pos­tas pes­so­as (ou nem tan­tas as­sim, vis­to que o ar­gu­men­to se ba­seia na au­to­bi­o­gra­fia de Ma­ce­do), Na­da a Per­der é qu­a­se gro­tes­co na ma­nei­ra co­mo a opu­lên­cia de mei­os e de va­lo­res de pro­du­ção é pos­ta ao serviço da bi­o­gra­fia de um “már­tir” que, no en­tan­to, tem os re­cur­sos su­fi­ci­en­tes pa­ra pro­mo­ver uma ele­gia pe­lo seu “mar­tí­rio”: da pri­são em 1992 pas­sa­mos à his­tó­ria da vi­da, da in­fân­cia di­fí­cil (cla­ro), do self­ma­de man à for­ça de de­ter­mi­na­ção e mui­ta fé (cla­ro), da que­da em des­gra­ça por ac­ção de ter­cei­ros in­ve­jo­sos (um con­luio en­tre o Es­ta­do bra­si­lei­ro e a al­ta hi­e­rar­quia da Igre­ja Ca­tó­li­ca). Às ve­zes pre­ten­de ter o tom épi­co dos re­tra­tos de fi­gu­ras “em­pre­en­de­do­ras” que o ci­ne­ma ame­ri­ca­no já sou­be fa­zer – em ver­são de­pen­den­te de uma ma­nei­ra de fa­zer ci­ne­ma que é mais te­le­vi­são, te­le­fil­me de lu­xo. E de­pois fal­ta-lhe a amo­ra­li­da­de (em vez da “imo­ra­li­da­de”), por­que o olhar so­bre a per­so­na­gem é des­pro­vi­do de am­bi­gui­da­de ou zo­nas de som­bra. É um san­to, o fil­me exis­te pa­ra os que já vêm ne­le um san­to, é du­vi­do­so que con­ver­ta al­guém.

Ro­ti­na da mais ro­ti­nei­ra, nem co­mo fil­me “des­pre­ten­si­o­so” de Ve­rão te­rá al­gu­ma utilidade: Pe­la Bor­da Fo­ra

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Portugal

© PressReader. All rights reserved.