Cró­ni­ca Jo­sé Mar­me­lei­ra Quan­do a Amé­ri­ca to­mou o lu­gar da A

Publico - Ipsilon - - Primeira Página -

Quan­do Thurs­ton Mo­o­re ad­mi­tiu, a um jor­nal in­glês, que gos­ta­ria de cer­car, na com­pa­nhia de ou­tros mú­si­cos, a Tor­re Trump, em Nova Ior­que, e des­truí-la com o som das gui­tar­ras, ex­pri­miu um ve­lho sen­ti­men­to: o de que o rock ain­da po­de ser veí­cu­lo de pro­tes­to e lu­ta po­lí­ti­ca, de que con­ser­va uma his­tó­ria e um ima­gi­ná­rio com que é sem­pre pos­sí­vel in­ven­tar, se­não mes­mo, aju­dar a cons­truir um país. Es­sa pos­si­bi­li­da­de (utó­pi­ca) já ti­nha si­do su­bli­ma­da em Te­e­na­ge Ri­ot, o te­ma de aber­tu­ra de Day­dre­am Na­ti­on, o ál­bum-du­plo que ago­ra ce­le­bra o seu 30º ani­ver­sá­rio. Re­cor­dem-se as fi­gu­ras que apa­re­ci­am no res­pec­ti­vo vi­de­o­clip: Bob Dy­lan, Be­a­ch Boys, Black Flag, Iggy Pop, Tom Waits, Pat­ti Smith, Neil Young, Mark E. Smith, Jo­ni Mit­chell, Nick Ca­ve e os Birth­day Party, Har­vey Pe­kar, Jack Ke­rou­ah El­vis Pres­ley, Di­no­saur Jr., Mi­nor Th­re­at, Mi­nu­te­men, Sun Ra, Ji­mi Hen­drix e, fi­nal­men­te, uma per­so­na­gem de fic­ção, a Ja­ne Hen­der­son (Na­tasha Kins­ki), de Pa­ris, Te­xas. To­dos com os So­nic Youth, na mes­ma pro­mes­sa im­pro­vá­vel, mas se­du­to­ra, de um país go­ver­na­do pe­lo rock & roll, com co­lu­nas de som e gui­tar­ras nas mãos.

Es­sa uto­pia não era ou­tra se­não a da cul­tu­ra com que os EUA se in­ven­ta­ram pe­ran­te o mun­do, e em par­ti­cu­lar pe­ran­te a Eu­ro­pa. Uma cul­tu­ra pop em ali­an­ça ín­ti­ma com a ar­te, fei­ta de dis­cos, li­vros, fil­mes, pinturas, po­e­mas, ro­man­ces, can­ções, ima­gens de con­cer­tos. Uma ima­gem da Amé­ri­ca que mui­to de nós re­ce­be­ram, aca­ri­nha­ram, cul­ti­va­ram e pro­te­ge­ram. Que for­mou ima­gi­ná­ri­os e ins­pi­rou bi­o­gra­fi­as, e nos dei­xou obras e per­so­na­gens. Day­dre­am Na­ti­on es­tá cheio de­las: Andy Warhol, Jo­ni Mit­chell, to­das as de­cli­na­ções do punk, os Vel­vets, a li­te­ra­tu­ra, as me­mó­ri­as vi­su­ais e mu­si­cais anos 60, as li­ber­da­des das van­guar­das nova-ior­qui­nas. Mas es­tá tam­bém, e tal­vez so­bre­tu­do, nos mú­si­cos. Thurs­ton Mo­o­re, Kim Gor­don e Lee Ra­nal­do

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Portugal

© PressReader. All rights reserved.