Hel­don man­tém con­fi­an­ça e pro­me­te cres­ci­men­to

Record (Portugal) - - 1ª LIGA - J.M.M.

En­quan­to há vi­da, há es­pe­ran­ça. É com ba­se nes­ta ideia que o Vi­tó­ria vai en­ca­rar os res­tan­tes qua­tro jo­gos da Liga Europa, is­to depois de à 2ª jor­na­da so­mar ape­nas um pon­to. Hel­don re­cu­sa ati­rar a to­a­lha ao chão e diz que o gru­po con­ti­nua con­fi­an­te no apu­ra­men­to pa­ra os 16 avos-de-fi­nal. “Ain­da es­tá tu­do em aber­to. En­quan­to for ma­te­ma­ti­ca­men­te pos­sí­vel, va­mos lu­tar pa­ra pas­sar a fa­se de gru­pos”, adi­an­tou o ex­tre­mo, que, aos pou­cos, pa­re­ce es­tar a ga­nhar es­pa­ço en­tre as pri­mei­ras op­ções de Pe­dro Mar­tins: “Ain­da não es­tou a 100 por cen­to, mas dou sem­pre o má­xi­mo pa­ra aju­dar o Vi­tó­ria. Não fiz a pré-épo­ca, mas o gru­po tem-me aju­da­do e a adap­ta­ção es­tá a cor­rer mui­to bem. Sei que com o pas­sar dos jo­gos vou fi­car ain­da me­lhor.” Hel­don re­ce­beu ontem uma boa no­tí­cia, com o re­gres­so aos con­vo­ca­dos de Ca­bo Ver­de, pa­ra o jo­go fren­te ao Se­ne­gal, no pró­xi­mo dia 7 de ou­tu­bro.

Pe­dro Hen­ri­que é bai­xa

Con­fir­mou-se o pi­or ce­ná­rio. Pe­dro Hen­ri­que tem uma le­são no adu­tor di­rei­to e vai fa­lhar a vi­si­ta ao Res­te­lo. De res­to, hoje, às 15 ho­ras, há as­sem­bleia ge­ral da SAD, no au­di­tó­rio do es­tá­dio. *

Hel­don ga­nha pro­ta­go­nis­mo

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Portugal

© PressReader. All rights reserved.