ASSASSINS CREED ORI­GINS

Revista PCGuia Play - - DICAS -

Ono­vo epi­só­dio Odyssey já che­gou e até há uma re­vi­ew nes­ta edição da PC Guia Play. Mas Assassin’s Creed Ori­gins é mes­mo um dos me­lho­res jo­gos da sé­rie e já um clás­si­co. Aqui fi­cam as di­cas pa­ra ex­plo­rar o an­ti­go Egip­to sem perder na­da.

MAR­CAR OS MA­TE­RI­AIS DE QUE PRE­CI­SA­MOS PA­RA CONS­TRUIR AR­MAS E ARMADURAS

Em Assassin’s Creed va­mos ter de eli­mi­nar qua­se tan­tos ani­mais, co­mo ini­mi­gos. Is­to por­que os upgrades às ar­mas, armaduras e es­cu­dos pre­ci­sam to­dos de pe­les pa­ra po­de­rem ser cons­truí­dos. A for­ma mais rá­pi­da pa­ra en­con­trar ma­te­ri­ais pa­ra tu­do é en­vi­ar a águia Se­nu pro­cu­rá-los por si – ela con­se­gue ver tu­do o que se pas­sa no chão, que ma­te­ri­ais são trans­por­ta­dos por sol­da­dos ou os ani­mais que pre­ci­sa­mos de ma­tar pa­ra ob­ter pe­les. Po­de­mos mar­car os ma­te­ri­ais de que pre­ci­sa­mos no ecrã prin­ci­pal pa­ra con­se­guir dis­tin­guir aqui­lo de que ne­ces­si­ta­mos re­al­men­te, do res­to dos íco­nes que lhe apa­re­cem no ecrã.

FI­CAR DE OLHO NAS CA­RAC­TE­RÍS­TI­CAS DAS AR­MAS

No iní­cio do jo­go é tu­do sim­ples, as ar­mas são fra­cas e não têm gran­des es­pe­ci­a­li­da­des. À me­di­da que va­mos avan­çan­do, en­con­tra­mos ob­jec­tos ra­ros e len­dá­ri­os que têm no­mes so­nan­tes e mui­tas ca­pa­ci­da­des-ex­tra. Por is­so, é pre­ci­so ter atenção a es­sas ca­pa­ci­da­des, por­que, mui­tas ve­zes, o fac­to de fa­ze­rem me­nos da­no não quer di­zer que não con­si­gam eli­mi­nar os ini­mi­gos mais de­pres­sa, por­que o põem a ar­der ou o en­ve­ne­nam.

SE ES­TI­VER­MOS A AR­DER, PO­DE­MOS RO­LAR OU DAR UM MER­GU­LHO

O fo­go é uma par­te mui­to im­por­tan­te em Assassin’s Creed e, por ve­zes, fi­ca­mos a ar­der sem que­rer. Quan­do is­so acontecer po­de­mos ro­lar ou ati­rar­mo-nos à água pa­ra evi­tar perder ener­gia.

NÃO NOS DE­VE­MOS ARMAR EM HE­RÓI

Ga­nhar XP ex­tra por der­ro­tar um ini­mi­go mais for­te po­de ser ten­ta­dor, mas, na gran­de mai­o­ria dos ca­sos, aca­ba com a nos­sa per­so­na­gem es­ten­di­da no chão. Por is­so, o me­lhor é ga­nhar ní­veis an­tes de ten­tar der­ro­tar aque­le mer­ce­ná­rio gre­go que an­da pe­la es­tra­da à nos­sa pro­cu­ra pa­ra nos ma­tar.

DES­BLO­QUE­AR OS PON­TOS DE SINCRONIA PA­RA VI­A­JAR MAIS DE­PRES­SA

Nos epi­só­di­os an­te­ri­o­res pa­ra con­se­guir ver o ma­pa, tí­nha­mos de des­blo­que­ar os pon­tos de sincronia. Mas, em Ori­gins, o ma­pa es­tá com­ple­ta­men­te aber­to, mas se qui­ser­mos usar a fun­ci­o­na­li­da­de de fast tra­vel te­mos de os de­blo­que­ar na mes­ma.

ES­CO­LHER AS FER­RA­MEN­TAS

Nos epi­só­di­os an­te­ri­o­res, os nos­sos as­sas­si­nos con­se­gui­am an­dar com as ar­mas to­das com eles. Em Assassin’s Creed Ori­gins já não: te­mos de es­co­lher o que le­va­mos con­nos­co, por is­so é bom pla­ne­ar o que car­re­ga­mos pa­ra um de­ter­mi­na­do en­con­tro.

EDI­TO­RA UBI­SOFT SI­TE ASSASSINSCREED.UBI­SOFT.COM PLA­TA­FOR­MAS PC, XBOX ONE, PS4 PRE­ÇO €69,99 (PS4, XBOX ONE), €59,99 (WIN­DOWS)

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Portugal

© PressReader. All rights reserved.