Cor­sair Dark Co­re RGB SE + Mou­se­pad MM1000

‘VER­SA­TI­LI­DA­DE’ É A PA­LA­VRA DE OR­DEM DES­TE CON­JUN­TO.

Revista PCGuia Play - - ÍNDICE - Pe­dro Tróia

T ra­di­ci­o­nal­men­te, os jo­ga­do­res têm al­guns an­ti­cor­pos con­tra ma­te­ri­al que use tec­no­lo­gia sem fi­os, co­mo ra­tos e te­cla­dos. Es­ses an­ti­cor­pos vêm des­de o tem­po em que era ver­da­de que exis­tia bas­tan­te lag em re­la­ção às op­ções com fi­os. Sim­ples­men­te, os ra­tos e te­cla­dos sem fi­os eram mais len­tos a re­a­gir que os ou­tros. Mas pas­sa­ram-se anos e a tec­no­lo­gia me­lho­rou bas­tan­te: que o di­gam os uti­li­za­do­res de con­so­las, que, des­de a Xbox 360 e a PS3, que uti­li­zam qua­se ex­clu­si­va­men­te co­man­dos sem fi­os sem gran­des quei­xas.

A Cor­sair lan­çou re­cen­te­men­te um ra­to pa­ra jo­gos cha­ma­do Dark Co­re, que ofe­re­ce ao uti­li­za­dor a pos­si­bi­li­da­de de ser uti­li­za­do com e sem fi­os. E se qui­ser usá-lo sem fi­os po­de op­tar por uma li­ga­ção de 2,4 GHz atra­vés de um don­gle USB e uma li­ga­ção Blu­e­to­oth. Tal co­mo nou­tros ra­tos da Cor­sair, tam­bém o Dark Co­re tem ilu­mi­na­ção RGB que po­de ser pro­gra­ma­da atra­vés do soft­ware pró­prio da marca. O sen­sor la­ser che­ga aos 16 mil dpi e tem nove bo­tões pro­gra­má­veis. A ba­te­ria in­ter­na dá pa­ra 16 ho­ras, se gos­tar de ter a ilu­mi­na­ção li­ga­da, ou 24, se a des­li­gar.

E pa­ra fa­zer par com o Dark Co­re, a Cor­sair lan­çou o mou­se­pad MM1000. Além de ser­vir co­mo su­per­fí­cie pa­ra o ra­to, tam­bém o car­re­ga sem re­cor­rer a fi­os. No can­to su­pe­ri­or di­rei­to es­tá um cír­cu­lo: se co­lo­car lá o ra­to, ele é car­re­ga­do. O MM 1000 tam­bém tem uma en­tra­da USB 3.0 Ty­pe A pa­ra li­gar um dis­po­si­ti­vo e ne­ces­si­ta de ocu­par du­as en­tra­das USB no com­pu­ta­dor. No can­to su­pe­ri­or es­quer­do es­tá um LED que in­di­ca o es­ta­do da car­ga do dis­po­si­ti­vo que es­tá no cír­cu­lo. O mou­se­pad tam­bém é ca­paz de car­re­gar ou­tros dis­po­si­ti­vos, co­mo smartpho­nes. Ex­pe­ri­men­tá­mos com um iPho­ne X e fun­ci­o­nou sem quais­quer pro­ble­mas. Den­tro da cai­xa tam­bém en­con­tra um adap­ta­dor pa­ra que pos­sa car­re­gar smartpho­nes que não te­nham ca­pa­ci­da­des de car­ga por in­du­ção.

LI­GA­ÇÕES PA­RA TO­DOS OS GOS­TOS

Vol­tan­do ao ra­to, o Dark Co­re é con­for­tá­vel de usar, “cul­pa” do aca­ba­men­to na par­te su­pe­ri­or com tex­tu­ra de bor­ra­cha.

Do al­do es­quer­do exis­te um bo­tão que o coloca em mo­do “sni­per” e que re­duz, subs­tan­ci­al­men­te, a re­so­lu­ção do sen­sor e, lo­go, a ve­lo­ci­da­de de des­lo­ca­ção do ra­to, pa­ra con­se­guir fa­zer aque­le he­adshot com mais pre­ci­são. A li­ga­ção é mui­to sim­ples: se qui­ser usar o mo­do 2,4 GHz bas­ta li­gar o don­gle nu­ma en­tra­da USB e li­gar o ra­to. Pa­ra usar Blu­e­to­oth te­rá de em­pa­re­lhar o Dark Co­re com o sis­te­ma ope­ra­ti­vo; pa­ra usar o ca­bo, bas­ta li­gá-lo ao ra­to e ao com­pu­ta­dor. O soft­ware da Cor­sair é re­la­ti­va­men­te fá­cil de usar, mas ain­da pre­ci­sa de tra­ba­lho, prin­ci­pal­men­te ao ní­vel da in­ter­fa­ce, que po­dia ser mais cla­ra pa­ra se con­se­guir pro­gra­mar o hard­ware fa­cil­men­te. Ex­pe­ri­men­tá­mo-lo em al­gu­mas par­ti­das de Overwat­ch e po­de di­zer-se que não no­tá­mos ne­nhum lag per­cep­tí­vel. Os bo­tões não são ex­ces­si­va­men­te du­ros e o ra­to em si tem o pe­so ide­al.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Portugal

© PressReader. All rights reserved.