An­tes que se­ja tar­de

Sábado - - OPINIÃO -

O CEMGFA fez os im­pos­sí­veis pa­ra re­mar con­tra a ma­ré: foi o pri­mei­ro a le­van­tar o pro­ble­ma do apoio aé­reo “de­di­ca­do e ex­clu­si­vo” ao con­tin­gen­te de pá­ra-que­dis­tas por­tu­gue­ses na MINUSCA, e da ne­ces­si­da­de de re­for­ço no ter­re­no, com uma uni­da­de dis­su­a­so­ra de veí­cu­los Pan­dur.

O no­vo CEME é uma das bo­as ca­be­ças pen­san­tes das for­ças ter­res­tres, que foi pre­ser­va­do das guer­ras de ca­pe­li­nhas.

O Ministério da De­fe­sa, por seu la­do, es­tá a ser sa­ne­a­do com mé­to­do, de­pois de anos de in­sâ­nia.

Mas os bra­vos sol­da­dos de Ban­gui con­ti­nu­am a ter de pa­gar as su­as bo­tas, não pos­su­em he­li­cóp­te­ros quan­do são ne­ces­sá­ri­os, e ain­da não re­ce­be­ram nem blin­da­dos, nem a uni­da­de sni­per­do CTOE.

Al­guém tem de se apres­sar.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Portugal

© PressReader. All rights reserved.