Re­ver o pas­sa­do!

Quan­do no do­min­go Aurea virar a ca­dei­ra para es­co­lher uma das vo­zes vai vol­tar atrás no tem­po quan­do tam­bém ela lu­ta­va por ser co­nhe­ci­da no mun­do da música. “Foi mui­to po­de­ro­so”, re­ve­la a can­to­ra

TV Guia - - Reality TV - TEX­TO HU­GO AL­VES FO­TOS PAU­LO MI­GUEL MAR­TINS E SHI­NE IBERIA

Pre­pa­re-se para um pro­gra­ma car­re­ga­do de emo­ções, em es­pe­ci­al para Aurea. É que can­to­ra e men­to­ra do The Voi­ce vai re­en­con­trar uma ami­ga de ou­tros tem­pos. “Fi­quei mui­to emo­ci­o­na­da. Às ve­zes há pes­so­as que já ou­vi­mos fa­lar, mas há ou­tras em que o pas­sa­do nos ba­te à por­ta. E a mi­nha ca­ra de cho­que acho que vai di­zer tu­do”, começa por re­ve­lar Aurea, à TV Guia. “É a Diana que me vai fazer ba­lan­çar. Eu já a co­nhe­cia de quan­do am­bas an­dá­va­mos a lu­tar por bri­lhar no mun­do da música”, re­cor­da com emo­ção. “Lem­bro-me que criá­mos uma li­ga­ção enor­me a pri­mei­ra vez que can­tei o Okay Al­right há mais de oi­to anos. Co­nhe­cia-a nos en­sai­os e fi­cou ali uma gran­de li­ga­ção. Que se per­deu com o tem­po. Por is­so quan­do car­re­guei no bo­tão ver­me­lho e me vi­rei... fi­quei su­per emo­ci­o­na­da. Foi um mis­to de emo­ções. Fi­quei tris­te por ver que ela não ti­nha ainda con­se­gui­do o re­co­nhe­ci­men­to pú­bli­co que am­bas de­se­já­va­mos em 2009 ou 2010 mas ao mes­mo tem­po fe­liz por ver que ela não ti­nha de­sis­ti­do. Es­ta­va com o co­ra­ção tão aper­ta­do que ju­rei que não ia cho­rar es­ta edi­ção e aca­bei por me ir mui­to abai­xo. Foi um momento po­de­ro­so”, diz Aurea.

“Quan­do choro fi­co sem jei­to mas com a Diana foi im­pos­sí­vel que não acon­te­ces­se.”

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Portugal

© PressReader. All rights reserved.