GUER­RA com a so­gra

Na pró­xi­ma se­ma­na, a em­pre­sá­ria do Por­to vai pas­sar al­guns di­as a ca­sa da mãe do ma­ri­do, mas o en­con­tro en­tre as du­as cor­re mal e aca­ba em dis­cus­são: “Ela não é mu­lher pa­ra o meu fi­lho. Tem de ser mais sub­mis­sa”

TV Guia - - REALITY TV -

De­pois de se­te di­as a vi­ve­rem jun­tos nu­ma ca­sa no­va em Lis­boa, a pró­xi­ma se­ma­na do pro­gra­ma vai fi­car marcada pe­la vi­si­ta das noi­vas ao am­bi­en­te fa­mi­li­ar dos ma­ri­dos pa­ra fi­ca­rem a co­nhe­cer me­lhor a fa­mí­lia e os ami­gos mais pró­xi­mos dos con­cor­ren­tes. As­sim, Gra­ça e Zé Luís ru­mam ao Por­to pa­ra pas­sar uns di­as em ca­sa de Eli­sa, a mãe do an­tiquá­rio. Mas, se­gun­do a TV Guia apu­rou, es­te en­con­tro co­me­ça lo­go mal, quan­do Gra­ça se re­cu­sa a dor­mir em ca­sa da so­gra e op­ta por ir pa­ra o ho­tel, jus­ti­fi­can­do es­ta es­co­lha com o fac­to de não se sen­tir à von­ta­de.

Eli­sa não gos­ta des­ta ati­tu­de da no­ra e faz vá­ri­as con­fi­dên­ci­as ao fi­lho, que apro­vei­ta tam­bém a oca­sião pa­ra fa­zer queixas da mu­lher. Zé Luís con­ta à mãe que Gra­ça não sa­be pas­sar a fer­ro e pe­de-lhe que a en­si­ne, o que le­va a ma­tri­ar­ca a de­sa­ba­far no pro­gra­ma que a no­ra não sa­be fa­zer na­da em ca­sa. Ao con­trá­rio do que afir­mou no dia do ca­sa­men­to, Eli­sa já co­me­ça a ter dú­vi­das se es­ta re­la­ção tem per­nas pa­ra an­dar no fu­tu­ro. “Pa­ra es­te ca­sa­men­to re­sul­tar, ela tem­de­ser­mais­sub­mis­sa,co­mo­eu­fui­com omeu­ma­ri­do.Ela­nãoé­mu­lher­pa­ra­o­meu fi­lho”, afir­ma a mãe do an­tiquá­rio. Mas as queixas do con­cor­ren­te não fi­cam por aqui... Já na se­ma­na pas­sa­da, Zé Luís ti­nha con­fes­sa­do que Gra­ça o pres­si­o­na­va pa­ra ter se­xo – al­go que acon­te­ceu ape­nas na noi­te de núp­ci­as, num ho­tel na Ar­rá­bi­da. Ago­ra, é a vez de o pa­dri­nho do noi­vo ou­vir as mes­mas queixas, com o an­tiquá­rio a con­fes­sar que o mai­or pro­ble­ma en­tre eles é mes­mo a se­xu­a­li­da­de. Ain­da as­sim, e, ape­sar de ter as­su­mi­do na cerimónia de com­pro­mis­so, no do­min­go, dia 4, que a re­la­ção “não es­ta­va bem”, cer­to é que os dois op­ta­ram por con­ti­nu­ar ca­sa­dos e o mes­mo vai vol­tar a acon­te­cer no pró­xi­mo do­min­go, 11. “Eles ain­da es­tão a gra­var o pro­gra­ma, por is­so con­ti­nu­am jun­tos. Ape­sar das diferenças, são du­as pes­so­as ma­du­ras e sa­bem que é pre­ci­so ha­ver um es­for­ço de am­bas as par­tes pa­ra que a re­la­ção fun­ci­o­ne”, con­ta à TV Guia uma fon­te pró­xi­ma de Gra­ça. “Nes­tas coi­sas,ai­da­de­a­ju­da­a­não­se­rem­tãoim­pul­si­vos e a pon­de­ra­rem os prós e os contras de es­ta­rem jun­tos. E tan­to a Gra­ça co­mo o Zé Luís es­tão em­pe­nha­dos no ca­sa­men­to. Eles que­rem en­con­trar o amor.” ●

TEX­TO PATRÍCIA CORREIA BRAN­CO I FO­TOS D.R.

No dia do ca­sa­men­to, a fa­mí­lia do an­tiquá­rio fi­cou mui­tosa­tis­fei­ta com a noi­va.Eli­sa fez vá­ri­os elo­gi­os a Gra­ça ao lon­go de to­da a cerimónia.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Portugal

© PressReader. All rights reserved.