AQUE­LA FA­SE DO tpm MÊS

Três sim­ples le­tras são ca­pa­zes de ar­rui­nar a mo­ral de qual­quer mu­lher. Sim, fa­la­mos da TPM, ten­são pré-mens­tru­al, e aqui en­con­tra tu­do o que pre­ci­sa de sa­ber so­bre ‘aque­la’ fa­se do mês.

Women's Health (Portugal) - - MENTE SÃ - POR SÉR­GIO VE­LO­SO*

ATPM, ten­são pré-mens­tru­al (tam­bém cha­ma­da de sín­dro­me) é o dis­túr­bio mais co­mum en­tre mu­lhe­res em ida­de fér­til. Com­por­ta um con­jun­to de sin­to­mas psi­co­ló­gi­cos e so­má­ti­cos de­bi­li­tan­tes, com­pro­me­ten­do imen­so o bem-es­tar. Se­gun­do a re­vis­ta Jour­nal of Me­di­cal Economics, o im­pac­to eco­nó­mi­co é es­ti­ma­do em bi­liões, se con­si­de­rar­mos a que­bra de pro­du­ti­vi­da­de, o ab­sen­tis­mo, to­da a me­di­ca­ção e até mes­mo as vi­si­tas ao hos­pi­tal.

CO­MO TU­DO FUN­CI­O­NA

Os sin­to­mas mais co­muns são do­res/con­tra­ções ute­ri­nas e in­cha­ço ab­do­mi­nal, re­ten­ção de lí­qui­dos, en­xa­que­cas, ten­são ma­má­ria, ac­ne, in­só­ni­as, flu­tu­a­ções de hu­mor, an­si­e­da­de, ir­ri­ta­bi­li­da­de, fo­me, de­se­jo por do­ces e por co­mi­da re­con­for­tan­te.

A cau­sa da TPM es­tá nas va­ri­a­ções hor­mo­nais que ocor­rem na fa­se lú­tea tar­dia do ci­clo mens­tru­al (apro­xi­ma­da­men­te a úl­ti­ma se­ma­na an­tes do pri­mei­ro dia de mens­tru­a­ção) com uma que­da abrup­ta dos es­tro­gé­ni­os e pro­ges­te­ro­na.

A di­mi­nui­ção re­pen­ti­na do es­tro­gé­nio le­va a uma di­mi­nui­ção dos ní­veis de se­ro­to­ni­na, neu­ro­trans­mis­sor im­por­tan­te na re­gu­la­ção do hu­mor, bem-es­tar, sa­ci­e­da­de, ra­ci­o­na­li­da­de e con­tro­lo de im­pul­sos. O re­sul­ta­do é um au­men­to do ape­ti­te e com­por­ta­men­tos com­pul­si­vos, em par­ti­cu­lar por do­ces e ou­tros ali­men­tos com ele­va­do po­der gra­ti­fi­can­te (co­mo cho­co­la­te, bo­la­chas, etc.).

No mes­mo sen­ti­do, ve­ri­fi­ca-se uma re­du­ção se­ve­ra nos ní­veis de be­ta-en­dor­fi­na, um opi­oi­de en­dó­ge­no de bem-es­tar e to­le­rân­cia à dor. Ali­men­tos co­mo o cho­co­la­te com­pen­sam es­ta re­du­ção de­vi­do ao seu te­or de anan­da­mi­das, um ca­na­bi­noi­de que atua de for­ma pa­ra­le­la à be­ta-en­dor­fi­na, a fe­ni­le­ti­la­mi­na, uma subs­tân­cia neu­ro­tró­pi­ca que po­ten­cia a ação da se­ro­to­ni­na.

As flu­tu­a­ções hor­mo­nais que ca­rac­te­ri­zam a TPM le­vam tam­bém a um au­men­to da den­si­da­de de re­ce­to­res de no­ra­dre­na­li­na e ati­vi­da­de sim­pa­to­a­dre­nal, re­sul­tan­do num au­men­to da an­si­e­da­de, ir­ri­ta­bi­li­da­de e tam­bém de ape­ti­te. Mais: há uma re­du­ção da ati­vi­da­de neu­ro­nal ini­bi­tó­ria GABAér­gi­ca e pre­pon­de­rân­cia de ati­vi­da­de ex­ci­ta­tó­ria GABAér­gi­ca de­vi­do à que­da dos ní­veis de es­tra­di­ol e alo­preg­na­no­lo­na, um neu­ro­es­te­roi­de de­ri­va­do da pro­ges­te­ro­na.

Pa­ra além da ad­mi­nis­tra­ção de hor­mo­nas exó­ge­nas sin­té­ti­cas, a pí­lu­la, que su­pri­mem as va­ri­a­ções na­tu­rais, exis­tem al­gu­mas es­tra­té­gi­as nu­tri­ci­o­nais e com­por­ta­men­tais que po­dem ate­nu­ar os sin­to­mas e aju­dar a li­dar com es­ta fa­se. O dé­fi­ce ener­gé­ti­co de­ve­rá ser ate­nu­a­do, com um apor­te iso­ca­ló­ri­co e ga­ran­tin­do uma di­e­ta nor­mo­glu­cí­di­ca, com 4-5 gra­mas de hi­dra­tos de car­bo­no por qui­lo de pe­so ma­gro. Di­e­tas res­tri­ti­vas em hi­dra­tos de car­bo­no e ener­gia le­vam a uma re­du­ção nos ní­veis de trip­to­fa­no, se­ro­to­ni­na e tam­bém es­tra­di­ol a mé­dio pra­zo, po­den­do mes­mo exa­cer­bar a sin­to­má­ti­ca psi­co­ló­gi­ca e al­te­ra­ções de ape­ti­te ca­rac­te­rís­ti­cas des­ta fa­se.

SO­LU­ÇÕES À VIS­TA

A su­ple­men­ta­ção po­de ser uma es­tra­té­gia efi­caz con­tra a TPM, sen­do que as do­ses de­pen­dem de mu­lher pa­ra mu­lher. To­mar, por exem­plo, trip­to­fa­no iso­la­da­men­te pa­re­ce ate­nu­ar os sin­to­mas de­ri­va­dos do dé­fi­ce de se­ro­to­ni­na. No en­tan­to, é im­por­tan­te que es­te se­ja ad­mi­nis­tra­do em re­fei­ções com hi­dra­tos de car­bo­no e um te­or pro­tei­co in­fe­ri­or a 6% do va­lor ener­gé­ti­co to­tal. O mes­mo efeito não se ve­ri­fi­ca com o 5-HTP de­vi­do à me­nor per­me­a­bi­li­da­de da bar­rei­ra he­ma­to­en­ce­fá­li­ca a es­te com­pos­to, com­pa­ra­ti­va­men­te ao trip­to­fa­no. Su­ple­men­ta­ção com cál­cio e mag­né­sio, não ne­ces­sa­ri­a­men­te em con­jun­to, apre­sen­ta in­dí­ci­os po­si­ti­vos na re­du­ção dos sin­to­mas. A er­va-ci­drei­ra e a va­le­ri­a­na pa­re­cem tam­bém efi­ca­zes no alí­vio da sin­to­má­ti­ca as­so­ci­a­da à TPM.

O Vi­tex ag­nus cas­tus é pro­va­vel­men­te o fi­to­te­rá­pi­co com mais evi­dên­cia no tra­ta­men­to da TPM. O seu efeito pas­sa pe­lo au­men­to da be­ta-en­dor­fi­na e da do­pa­mi­na, com con­se­quen­te re­du­ção da pro­lac­ti­na ele­va­da na fa­se lú­tea tar­dia e res­pon­sá­vel por sin­to­mas co­mo a ten­são ma­má­ria e do­res de ca­be­ça. Da mes­ma for­ma, pe­lo seu efeito do­pa­mi­nér­gi­co, a vi­ta­mi­na B6 apre­sen­ta re­sul­ta­dos ani­ma­do­res em al­guns tra­ba­lhos já pu­bli­ca­dos.

O óleo de Ona­gra, ri­co em GLA, po­de tam­bém aju­dar no con­tro­lo da sin­to­má­ti­ca as­so­ci­a­da ao pro­ces­so in­fla­ma­tó­rio e dor ab­do­mi­nal. O Óme­ga-3 é tam­bém re­co­nhe­ci­do pe­lo seu efeito an­ti-in­fla­ma­tó­rio e a re­du­ção da pro­du­ção de pros­ta­glan­di­nas PGE2 ate­nua sig­ni­fi­ca­ti­va­men­te a dor as­so­ci­a­da às con­tra­ções ute­ri­nas.

Não se tra­tam, po­rém, de su­ple­men­tos de ação ime­di­a­ta e cu­ja ad­mi­nis­tra­ção de­ve­rá ser con­tí­nua em mu­lhe­res que so­frem de dis­me­nor­reia fre­quen­te. O gen­gi­bre tem um efeito an­ti­es­pas­mó­di­co e ini­bi­dor da COX-2, re­du­zin­do igual­men­te a pro­du­ção de PGE2 as­so­ci­a­da à dor ute­ri­na.

A in­ten­si­da­de dos sin­to­mas da TPM po­de afe­tar dras­ti­ca­men­te a qua­li­da­de de vi­da da mu­lher. Es­tas são ape­nas al­gu­mas es­tra­té­gi­as que po­de­rão ser im­ple­men­ta­das pa­ra re­du­zir a sin­to­má­ti­ca da TPM, úteis não só pa­ra as mu­lhe­res que a ex­pe­ri­en­ci­am. Até por­que, no fi­nal de con­tas, a cul­pa é sem­pre das hor­mo­nas.

Cho­co­la­te Es­te do­ce po­de ser um ali­a­do na lu­ta con­tra a TPM

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Portugal

© PressReader. All rights reserved.