1500

Inqué­ri­to mos­tra fra­gi­li­da­des

Africa21 - - Aos Leitores -

Mais de mi­gran­tes fo­ram so­cor­ri­dos só num dia (1 de agos­to des­te ano), ao lar­go da Lí­bia Ape­nas 24% das cri­an­ças da Gui­né-Bis­sau são re­gis­ta­das lo­go à nas­cen­ça, o que di­fi­cul­ta o Es­ta­do na ela­bo­ra­ção de bo­as po­lí­ti­cas pa­ra me­lho­rar a sua con­di­ção de vida. Es­ta é uma das con­clu­sões do quin­to Inqué­ri­to aos In­di­ca­do­res Múl­ti­plos (MICS) pu­bli­ca­do pe­lo Fun­do das Na­ções Uni­das pa­ra a In­fân­cia (UNI­CEF) so­bre a si­tu­a­ção da cri­an­ça e mu­lher gui­ne­en­ses. O inqué­ri­to, re­la­ti­va­men­te a 2014, con­du­zi­do pe­lo Go­ver­no da Gui­né-Bis­sau mas re­a­li­za­do pe­la or­ga­ni­za­ção da ONU, diz que, ape­sar de al­gu­mas me­lho­ri­as, no­me­a­da­men­te na di­mi­nui­ção da ta­xa da mor­ta­li­da­de in­fan­til, ain­da per­sis­tem di­fi­cul­da­des por ul­tra­pas­sar, de­sig­na­da­men­te no aces­so à edu­ca­ção, con­si­de­ra­da con­di­ção es­sen­ci­al pa­ra uma vida me­lhor dos me­no­res. O es­tu­do re­fe­re que, pa­ra che­gar à es­co­la, a cri­an­ça de­ve, an­tes de tu­do, ser re­gis­ta­da lo­go à nas­cen­ça pa­ra que pas­se a con­tar nas es­ta­tís­ti­cas ofi­ci­ais e des­ta for­ma aju­dar o Go­ver­no na ela­bo­ra­ção das po­lí­ti­cas pú­bli­cas. O do­cu­men­to con­cluiu que, ape­sar de o re­gis­to ci­vil de cri­an­ças até aos cin­co anos de ida­de ser gra­tui­to, a prá­ti­ca de­pen­de mui­to de cam­pa­nhas or­ga­ni­za­das pon­tu­al­men­te pe­las au­to­ri­da­des e só vem a ocor­rer se o me­nor fre­quen­tar uma es­co­la, lo­go tar­di­a­men­te. Uma ou­tra con­clu­são do MICS 5 em re­la­ção à si­tu­a­ção da in­fân­cia na Gui­né-Bis­sau pren­de-se com a ine­xis­tên­cia de um ser­vi­ço sis­te­má­ti­co de re­gis­to de óbi­tos de cri­an­ças, so­bre­tu­do no in­te­ri­or do país. Na mai­o­ria das fa­mí­li­as gui­ne­en­ses, as cri­an­ças são obri­ga­das a tra­ba­lhar pa­ra aju­dar a ga­ran­tir a sub­sis­tên­cia da fa­mí­lia. Ain­da as­sim, um quar­to de­las, o cor­res­pon­den­te a 28%, apre­sen­tam atra­so no cres­ci­men­to de­vi­do a má nu­tri­ção.

“Es­tas in­du­men­tá­ri­as [os bur­ki­nis, um fa­to de ba­nho de ori­gem is­lâ­mi­ca, usa­do pa­ra co­brir a ca­be­ça e o cor­po] es­tão di­re­ta­men­te li­ga­das a atos ter­ro­ris­tas das pes­so­as que de­cla­ram guerra à Eu­ro­pa.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.