OPO­SI­ÇÃO QUE­RIA AU­TÁR­QUI­CAS EM… 2015

Folha 8 - - DESTAQUE -

Já em 2014 a Opo­si­ção in­sis­tia que ha­via con­di­ções pa­ra que as elei­ções au­tár­qui­cas fos­sem re­a­li­za­das an­tes de 2017 e re­jei­ta­va os ar­gu­men­tos do pre­si­den­te Jo­sé Edu­ar­do dos San­tos que dis­se que pro­va­vel­men­te só em 2017 ha­ve­rá con­di­ções pa­ra tal. A UNITA, por exem­plo, pen­sa­va que se hou­ves­se von­ta­de por par­te do Pre­si­den­te da Re­pú­bli­ca as au­tar­qui­as po­de­ri­am ser uma re­a­li­da­de em 2015. Re­cor­da-se Pre­si­den­te Isaías Sa­ma­ku­va? Com efei­to, o en­tão lí­der da ban­ca­da par­la­men­tar do par­ti­do do Ga­lo Ne­gro, Raúl Dan­da, con­si­de­ra­va que as ra­zões avan­ça­das por Edu­ar­do dos San­tos, co­mo obs­tá­cu­los, pa­ra a im­ple­men­ta­ção das au­tar­qui­as no país não fa­zem qual­quer sen­ti­do. “Co­mo é que há di­nhei­ro pa­ra se dar ao Ban­co Es­pí­ri­to San­to de Angola, 5,7 bi­lhões (mil mi­lhões) de dó­la­res, do erá­rio pu­bli­co pa­ra ge­ne­rais que en­ver­go­nham o país ao irem gas­tar lá fo­ra, com­pram ca­sas lá fo­ra, on­de en­con­tram mi­lhões de eu­ros den­tro de ca­sa, mi­lhões de eu­ros e dó­la­res pa­ra irem jo­gar ba­to­ta lá fo­ra, pa­ra se pra­ti­car trá­fi­co de se­res hu­ma­nos e pros­ti­tui­ção in­ter­na­ci­o­nal e não há di­nhei­ro pa­ra se re­a­li­zar as au­tar­qui­as? Só po­de ser brin­ca­dei­ra”, dis­se. Raúl Dan­da di­zia ser di­fí­cil acre­di­tar nas pa­la­vras do en­tão pre­si­den­te an­go­la­no: “O pre­si­den­te Jo­sé Edu­ar­do dos San­tos num mo­men­to diz uma coi­sa, nou­tro mo­men­to de­pois de ter dor­mi­do acor­dou e pen­sou bem e diz ou­tra coi­sa. Is­so é si­nal que da­qui a dois me­ses po­de che­gar à con­clu­são que es­te país não pre­ci­sa de au­tar­qui­as”. “Com von­ta­de po­lí­ti­ca em 2015 nós po­de­mos ter elei­ções au­tár­qui­cas, por­que não?”, con­cluía o en­tão che­fe da ban­ca­da par­la­men­tar da UNITA. Ou­tro po­lí­ti­co que não fa­zia fé no pro­nun­ci­a­men­to de Jo­sé Edu­ar­do dos San­tos foi Nel­son Pes­ta­na, do Blo­co De­mo­crá­ti­co, pa­ra quem “a Cons­ti­tui­ção é pa­ra ser apli­ca­da e não pa­ra per­gun­tar se is­so é ou não re­a­lis­ta e prag­má­ti­co”. “As au­tar­qui­as são um im­pe­ra­ti­vo cons­ti­tu­ci­o­nal, pa­ra se­rem im­ple­men­ta­das e não pa­ra per­gun­tar se são re­a­lis­tas ou prag­má­ti­cos”, acres­cen­tou o po­lí­ti­co, lem­bran­do que, em 2013, Jo­sé Edu­ar­do dos San­tos no dis­cur­so so­bre o es­ta­do da Na­ção “dis­se que não se po­de mais pôr em cau­sa a im­por­tân­cia e a ne­ces­si­da­de da im­ple­men­ta­ção das au­tar­qui­as”. “Um ano de­pois vem di­zer-nos que que não ti­nha pen­sa­do bem e que não le­vou em con­si­de­ra­ção uma sé­rie de pres­su­pos­tos e que ago­ra é re­a­lis­ta e prag­má­ti­co e acha que não se de­ve re­a­li­zar an­tes de 2017!”, ex­cla­ma­va aque­le di­ri­gen­te do Blo­co De­mo­crá­ti­co.

VI­CE-PRE­SI­DEN­TE DA UNITA, RAÚL DAN­DA

DOCENTE DA UNI­VER­SI­DA­DE CA­TÓ­LI­CA DE ANGOLA, NEL­SON PES­TA­NA

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.