(MAIS UMA VEZ) CON­TRA MU­LHE­RES E HO­MENS PO­BRES DESEMPREGADOS

Folha 8 - - DESTAQUE -

A“Ope­ra­ção Res­ga­te”, lan­ça­da no dia 30.10 ofi­ci­al­men­te pe­lo Go­ver­no, vai es­ten­der-se gra­du­al­men­te a to­do o país, ocu­pan­do to­dos os mei­os das for­ças de se­gu­ran­ça, co­me­çan­do em for­ça a par­tir de 06 de No­vem­bro, por ten­do in­de­ter­mi­na­do. É uma es­pé­cie de “lei mar­ci­al” pa­ra pôr o país em “es­ta­do de sí­tio”, doa a quem do­er. Pa­la­vra de mi­nis­tro do In­te­ri­or. A ope­ra­ção foi apre­sen­ta­da, em Lu­an­da, pe­lo mi­nis­tro do In­te­ri­or, Ân­ge­lo de Bar­ros Vei­ga Ta­va­res, num en­con­tro com di­rec­to­res de­par­ta­men­tais das di­ver­sas for­ças de se­gu­ran­ça de An­go­la, pre­ten­den­do as au­to­ri­da­des ope­rar uma re­vo­lu­ção no com­por­ta­men­to e con­du­ta dos ci­da­dãos. Até 6 de No­vem­bro, su­bli­nhou o mi­nis­tro, irá de­cor­rer um pe­río­do de sen­si­bi­li­za­ção da po­pu­la­ção, após o qual as au­to­ri­da­des irão ac­tu­ar “de­ci­di­da­men­te” com ba­se nu­ma es­tra­té­gia que pas­sa por se­te ei­xos fun­da­men­tais. Tra­ta-se dos pro­ble­mas pro­vo­ca­dos pe­la ur­ba­ni­za­ção “de­sor­de­na­da” das ci­da­des, pe­la “de­fi­ci­en­te” cir­cu­la­ção ro­do­viá­ria, pe­la imi­gra­ção ile­gal, pe­la “pu­ni­ção” à des­trui­ção de bens pú­bli­cos, pe­la ca­ça fur­ti­va, fau­na e flo­ra, pe­la po­lui­ção so­no­ra e pe­la “fal­ta de con­tro­lo” dos pais e tu­to­res em re­la­ção a me­no­res. No que diz res­pei­to aos pro­ble­mas li­ga­dos à de­sor­ga­ni­za­ção na ur­ba­ni­za­ção das ci­da­des, Vei­ga Ta­va­res des­ta­cou que as for­ças de se­gu­ran­ça vão com­ba­ter a ocu­pa­ção dos es­pa­ços pú­bli­cos pa­ra a cons­tru­ção de re­si­dên­ci­as, ca­se­bres, lan­cho­ne­tes ou ins­ta­la­ção de mer­ca­dos in­for­mais e ou­tros, bem co­mo a ocu­pa­ção ile­gal de re­ser­vas fun­diá­ri­as pa­ra cons­tru­ção de­sor­de­na­da de bair­ros. O com­ba­te se­rá ex­ten­sí­vel aos mer­ca­dos in­for­mais, ar­ma­zéns e ofi­ci­nas ins­ta­la­dos ao lon­go dos prin­ci­pais ei­xos viá­ri­os, “com in­fluên­cia ne­ga­ti­va na cir­cu­la­ção viá­ria”, dos mer­ca­dos in­for­mais nas zo­nas pe­do­nais e nas pas­sa­gens aé­re­as pa­ra peões e à ven­da de pro­du­tos de rou­bo e de fur­to, co­mo pa­ra pe­ças pa­ra vi­a­tu­ras e te­le­mó­veis.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.