AU­MEN­TO DOS PRE­ÇOS

Folha 8 - - DESTAQUE -

«Es­sa é a con­sequên­cia mais ime­di­a­ta e mais vi­sí­vel. Uma mo­e­da fra­ca, exem­plo do Kwanza, que é uma mo­e­da sem cir­cu­la­ção mo­ne­tá­ria fo­ra das fron­tei­ras da Re­pú­bli­ca de An­go­la, lon­ge de afec­tar ex­clu­si­va­men­te os pre­ços dos bens e ser­vi­ços im­por­ta­dos, afec­ta tam­bém to­dos os pre­ços in­ter­nos, in­clu­si­ve dos bens pro­du­zi­dos na­ci­o­nal­men­te. A ra­zão é ób­via: se a mo­e­da en­fra­que­ce fa­ce a ou­tras mo­e­das con­gé­ne­res es­tran­gei­ras, is­so sig­ni­fi­ca, por de­fi­ni­ção, que pas­sa a ser ne­ces­sá­rio ter uma mai­or quan­ti­da­de de mo­e­da na­ci­o­nal pa­ra ad­qui­rir o mes­mo bem ou ser­vi­ço im­por­ta­do. Bens pro­du­zi­dos na­ci­o­nal­men­te tam­bém en­ca­re­cem, pois as in­dús­tri­as pro­du­to­ras uti­li­zam bens e ser­vi­ços im­por­ta­dos ou, no mí­ni­mo, pe­ças im­por- ta­das. Uma sim­ples fir­ma que uti­li­za com­pu­ta­do­res e pre­ci­sa con­ti­nu­a­men­te de com­prar pe­ças de re­po­si­ção vi­ven­ci­a­rá um gran­de au­men­to de cus­tos. Pi­or ain­da: os pre­ços dos ali­men­tos são di­rec­ta­men­te afec­ta­dos pe­la des­va­lo­ri­za­ção da mo­e­da. Com a des­va­lo­ri­za­ção do Kwanza, no mer­ca­do in­ter­na­ci­o­nal, a aqui­si­ção de pe­tró­leo, ca­fé, ba­na­nas, di­a­man­tes, etc. fi­cou mui­to mais ba­ra­ta pa­ra os es­tran­gei­ros com mo­e­da mais for­te. Con­se­quen­te­men­te, as em­pre­sas e pro­du­to­res an­go­la­nos des­sas ma­té­ri­as-pri­mas pas­sa­ram a ven­dê-las em mai­or quan­ti­da­de pa­ra o mer­ca­do ex­ter­no, ge­ran­do uma di­mi­nui­ção da sua ofer­ta no mer­ca­do in­ter­no e um au­men­to dos seus pre­ços pe­la es­cas­sez de bens e ser­vi­ços em An­go­la.

Com a des­va­lo­ri­za­ção do Kwanza, no mer­ca­do in­ter­na­ci­o­nal, a aqui­si­ção de pe­tró­leo, ca­fé, ba­na­nas, di­a­man­tes, etc. fi­cou mui­to mais ba­ra­ta pa­ra os es­tran­gei­ros com mo­e­da mais for­te.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.