STA­DE MA­LI­EN EM BA­MA­KO

Folha 8 - - DESPORTO -

fa­se de gru­pos. Na ses­são que du­rou cer­ca de 45 mi­nu­tos, dis­tan­te dos adep­tos, tra­ba­lhou-se mui­to com os ata­can­tes, em jo­ga­das com­bi­na­das, a ten­tar pe­ne­trar num blo­co de­fen­si­vo com­pac­to, além de en­sai­a­rem cru­za­men­tos à ba­li­za, a fim de tes­tar a ca­pa­ci­da­de dos go­le­a­do­res. “Co­nhe­ce­mos bem o Sta­de Ma­li­en, o seu es­ti­lo ou fi­lo­so­fia de jo­go e a ca­pa­ci­da­de téc­ni­ca in­di­vi­du­al dos seus jo­ga­do­res. É uma equi­pa for­te fi­si­ca­men­te e que faz mui­to re­cur­so a es­se as­pec­to. É com ba­se nes­tes pon­tos que es­ta­mos proi­bi­dos er­rar”, dis­se Be­to Bi­an­chi no mo­men­to de embarque no Ae­ro­por­to In­ter­na­ci­o­nal 4 de Fe­ve­rei­ro. Lem­bre-se que pa­ra che­gar à es­se pon­to, o Pe­tro de Luanda te­ve de der­ro­tar, em du­as mãos, o Ora­pa do Botswa­na (4-0 e 2-0) e o AS Nyu­ki da Re­pú­bli­ca De­mo­crá­ti­ca do Congo (1-0 e 1-0). Pa­ra além da equi­pa téc­ni­ca, a de­le­ga­ção do Pe­tro de Luanda ao Ma­li es­tá cons­ti­tuí­do pe­los guar­da-re­des: Ger­son e Au­gus­to, os de­fe­sas: Ed­die Afonso, Di­o­ge­nes, Élio, Wil­son, Da­nil­son e Tó Car­nei­ro, os mé­di­os: He­re­nil­son, Ben­vin­do, Car­li­nhos e Além, bem co­mo os ata­can­tes: Ka­ran­ga, Ma­teus, Vá, Job, Ti­a­go Azu­lão e To­ni. De fo­ra da ope­ra­ção Ba­ma­ko fi­ca­ram os lesionados Ari­cle­ne e Mira, en­quan­to que Man­gu­xi e Bu­gos não es­tão ins­cri­tos na CAF. O jo­go da se­gun­da mão acon­te­ce­rá em Luanda uma se­ma­na de­pois des­ta par­ti­da.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.