Dei­xa Con­go de lu­to

Jornal Cultura - - Primeira Página -

Mor­reu quin­ta- fei­ra, 12 de Ju­nho, em Braz­za­vil­le, o ar­tis­ta plás­ti­co Da­vid Ma­koum­bou dei­xan­do a cul­tu­ra con­go­le­sa de lu­to.

Nas­ci­do em 1946 em Kinsha­sa, Da­vid Ma­koum­bou começou a sua car­rei­ra com a des­co­ber­ta do pin­tor Hi­la­ri­on Ndin­ga, qu­an­do o ar­tis­ta es­ta­va ocu­pa­do a cons­truir a ca­sa de Ndin­ga. É nes­se mo­men­to que Da­vid decide ori­en­tar a sua vi­da pa­ra as téc­ni­cas de ex­pres­são pic­tó­ri­ca.

Es­co­lha ar­ris­ca­da, tan­to mais que ele vi­via do seu tra­ba­lho co­mo pe­drei­ro, mas que se mos­tra­rá re­le­van­te. Se­vi­lha, Atlan­ta, Mos­co­vo, Ha­va­na e ou­tros lo­cais de pres­tí­gio vi­ram Da­vid Ma­koum­bou re­pre­sen­tar o seu país em ex­po­si­ções in­ter­na­ci­o­nais. Do ta­len­to pa­ten­te nos seus qu­a­dros foi des­ta­ca­do prin­ci­pal­men­te o seu to­que de re­a­lis­mo si­tu­a­do pró­xi­mo do es­ti­lo cu­bis­mo e do ex­pres­si­o­nis­mo.

A obra de Ma­koum­bou não mor­re com o de­sa­pa­re­ci­men­to da pes­soa que de­di­cou o seu tem­po a cri­ar e re­cri­ar. Por is­so, os qu­a­dros de Da­vid Ma­koum­bou per­ma­ne­ce­rão co­mo im­pres­sões in­de­lé­veis de uma vi­da abun­dan­te e co­lo­ri­da.

Da­vid Ma­koum­bou

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.