BI­BLI­O­TE­CA ON­LI­NE TEM MAIS DE TRÊS MIL LI­VROS GRA­TUI­TOS EM POR­TU­GUÊS

Jornal Cultura - - DIÁLOGO INTERCULTURAL -

Uma bi­bli­o­te­ca on­li­ne dis­po­ni­bi­li­za gra­tui­ta­men­te mais de 3.000 li­vros em por­tu­guês eu­ro­peu, além de ter 25 re­e­di­ções de tí­tu­los que es­ta­vam de­sa­pa­re­ci­dos e um es­pa­ço de edi­ção de ori­gi­nais de no­vos au­to­res.

O pro­jec­to Bi­bli­tró­ni­ca Por­tu­gue­sa nas­ceu em 2007, no De­par­ta­men­to de Li­te­ra­tu­ras Ro­mân­ti­cas da Fa­cul­da­de de Le­tras da Uni­ver­si­da­de de Lis­boa, pe­la pro­fes­so­ra Ân­ge­la Cor­reia e alu­nos, mas au­to­no­mi­zou-se no ano pas­sa­do pa­ra um en­de­re­ço pró­prio.

A ge­ne­ra­li­da­de des­tes li­vros es­tá dis­po­ní­vel em for­ma­tos que per­mi­tem im­pres­são ou que po­dem ser des­car­re­ga­dos gra­tui­ta­men­te pa­ra leitura em dis­po­si­ti­vos pes­so­ais.

A sec­ção dos cer­ca de 3.000 "li­vró­ni­cos" fun­ci­o­na co­mo um por­tal pa­ra os li­vros em lín­gua por­tu­gue­sa que es­tão pre­sen­tes 'on­li­ne', é a zo­na mais uti­li­za­da pe­los lei­to­res e pre­ten­de ser exaus­ti­va.

São li­vros de to­do o gé­ne­ro, sem qual­quer cri­té­rio de qua­li­da­de as­so­ci­a­do. Ca­da pu­bli­ca­ção é clas­si ica­da por no­me do au­tor e pe­lo tí­tu­lo, ten­do as­so­ci­a­da uma clas­si ica­ção que in­di­ca se é pes­qui­sá­vel, se es­tá sob a for­ma de fo­to­gra ias (ou se­ja, com fo­tos de ca­da pá­gi­na) ou se tem al­gu­ma res­tri­ção de aces­so.

O 'si­te' tam­bém já re­e­di­tou 25 li­vros que dei­xa­ram de exis­tir em pa­pel, obras an­ti­gas ou di íceis de en­con­trar por não se­rem ape­te­cí­veis co­mer­ci­al­men­te pa­ra as edi­to­ras con­ven­ci­o­nais, mas que "man­têm o in­te­res­se pú­bli­co" e que es­tão li­ber­tos de di­rei­tos de au­tor.

Os ob­jec­ti­vos des­tas pu­bli­ca­ções, se­gun­do a do­cen­te, "são vá­ri­os".

"Um de­les é dar­mos es­pa­ço de ex­pe­ri­men­ta­ção a no­vos au­to­res que nun­ca te­nham con­se­gui­do pu­bli­car nu­ma edi­to­ra e a no­vos ilus­tra­do­res, além das pes­so­as que apren­dem co­mo se faz um ori­gi­nal, des­de a re­vi­são do tex­to à pa­gi­na­ção e à ar­ti­cu­la­ção com a ilus­tra­ção", ex­pli­cou.

Os no­vos au­to­res que quei­ram ser pu­bli­ca­dos têm de acei­tar con­di­ções co­mo a ine­xis­tên­cia de tro­ca de di­nhei­ro e a ce­dên­cia de di­rei­tos pa­ra que o li­vro ique dis­po­ní­vel a to­da a gen­te, por­que o pro­jec­to quer fun­cio- nar co­mo "uma es­pé­cie de mon­tra".

O pro­jec­to tem ain­da um blo­gue, que ac­tu­al­men­te con­cen­tra ar­ti­gos pu­bli­ca­dos na im­pren­sa so­bre li­vros, an­ti­gos ou re­cen­tes, mas que Ân­ge­la Cor­reia quer de­sen­vol­ver pa­ra um es­pa­ço de crí­ti­ca e cró­ni­cas, con­tan­do em bre­ve com a co­la­bo­ra­ção da es­cri­to­ra Adí­lia Lo­pes.

Em nú­me­ros, o blo­gue tem 275 se­gui­do­res, o 'si­te' te­ve 43.079 vi­su­a­li­za­ções des­de que se au­to­no­mi­zou, em Abril de 2015, e no dia em que foi mais vi­si­ta­do al­can­çou os 8.593 vi­si­tan­tes.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.